Libertadores: Corinthians embarca para Argentina com apoio da torcida

Libertadores: Corinthians embarca para Argentina com apoio da torcida

566 visualizações 6 comentários Comunicar erro

A delegação do Corinthians embarcou nesta segunda-feira à tarde para Buenos Aires, onde enfrentará o Boca Juniors na quarta-feira, pela primeira partida decisiva da Libertadores. E logo na chegada ao aeroporto de Guarulhos os jogadores puderam sentir o apoio da torcida.


Centenas de torcedores compareceram ao embarque para apoiar a equipe, que luta pelo feito histórico de conquistar a primeira Libertadores do clube. Desde a saída do ônibus até o embarque, os atletas foram acompanhados por corintianos, que cantavam o hino do time.

Boa parte destes torcedores também estarão acompanhando o Corinthians na Argentina. Muitos deles estão indo para Buenos Aires por conta própria, mesmo sem ingresso, com esperança de conseguir entrada para a decisão em La Bombonera.

Esta é a primeira vez que o Corinthians chega na final da Libertadores e a torcida não esconde que a competição é seu maior desejo. Para alcançar este objetivo, a equipe brasileira precisará passar pelo Boca Juniors, seis vezes campeão, nas finais que aconteceram nesta quarta, em Buenos Aires, e no dia 4 de julho, no Pacaembu.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes