Tite rechaça pressão da Bombonera e possibilidade de entrar para a história

Tite rechaça pressão da Bombonera e possibilidade de entrar para a história

Buenos Aires - Assim como os jogadores do Corinthians já haviam feito antes do embarque a Buenos Aires, o técnico Tite também não se abala sobre o fato de iniciar a disputa pelo inédito título da Libertadores na temida La Bombonera. Para o comandante do Timão, a pressão sofrida no alçapão portenho é semelhante à Vila Belmiro, onde o Alvinegro bateu o Santos (1 a 0), pela semifinal. Nesta quarta-feira, às 21h50, o estádio dos Xeneizes será o palco do primeiro confronto entre Boca Juniors e Timão.

'Jogamos em Santos, um local onde é muito parecido inclusive com La Bombonera. Vamos olhar para dentro de nós, a trajetória que nós temos, a maturidade. Jogamos com pressão, passamos pelo campeão da Libertadores (o Peixe), com extraordinários jogadores. Sempre disse que é preciso ter maturidade para jogar dentro e fora de casa de forma parecida', disse o técnico. '(o campo) Fica muito próximo do torcedor, mas essência é ficar focado no jogo, no passe, no domínio. La no Pacaembu é assim também. Precisamos desse equilíbrio emocional', completou o treinador, antes mesmo de comandar o treino de reconhecimento do gramado da La Bombonera.

Ao ser abordado se o Boca tem a responsabilidade na briga pelo título por já ter conquistado seis taças da competição continental, Tite evitou o discurso de que o favoritismo está no outro lado. 'Não, absolutamente. Queremos essa responsabilidade também. Não tem não favoritismo do Boca, não. A responsabilidade é dos dois', analisou.

Por fim, o comandante gaúcho deixou de lado o fato de ter a chance de ser o primeiro campeão da América pelo Corinthians. 'Essa vaidade eu não tenho. Tenho orgulho do meu trabalho, de fazer bem feito, de ser justo, mas saber que vou errar como ser humano. É buscar toda essa bagagem de professor, de ex-atleta, dos títulos, das derrotas. Essa vaidade de entrar para a história eu não tenho', discursou.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Atlético-PR e Coritiba preferiram não realizar a partida e enfrentaram o modelo tradicional do futebol

    Unidos, rivais peitam a Globo e acabam barrados pela Federação Paranaense

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

    Linha do tempo, bastidores e opiniões de conselheiros: tudo sobre o impeachment no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians terminou a quarta rodada como líder do Grupo A

    Líder do Grupo A, Corinthians termina rodada um ponto atrás do líder geral

    ver detalhes
  • Fábio Carille comandou Corinthians em mais uma vitória, desta vez contra o Audax

    Passadas quatro rodadas, só um time tem aproveitamento melhor que Corinthians no Paulistão-2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes