Mais camisas do Corinthians do que do Boca no centro de Buenos Aires

Mais camisas do Corinthians do que do Boca no centro de Buenos Aires

Buenos Aires - A chegada de um 'bando' de corintianos para a decisão de desta quarta-feira, às 21h50, entre Corinthians e Bocas Juniors, no estádio La Bombonera, mudou o cenário de Buenos Aires. Ao andar pelas ruas do centro da capital argentina, as camisas alvinegras estão em maior número do que os xeneizes.

A cada esquina é possível ouvir alguém falando português. O motivo da presença é o jogo do Corinthians. Ansiosos, muitos exageram na ingestão de bebidas e bagunçam nas vias públicas. Em um hotel, alguns torcedores começaram a gritas 'vai Corinthians' às 8h da manhã. A resposta veio de imediato, mas de torcedores rivais. 'Galinha preta'. A troca de gritos chegou a causar preocupação nos funcionários do estabelicimento.

Faltando menos de 10 horas para a partida, muitos torcedores ainda estão sem ingresso. Até mesmo líderes da torcida organizada Gaviões da Fiel, que vieram de avião, ainda estão sem o bilhete. Isso porque aguardam a chegada da caravana de ônibus, que vem de São Paulo. O medo é que eles não cheguem a tempo. Um dos veículos chegou a quebrar em Porto Alegre e atrasou a viagem em cinco horas.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Equipe de Fábio Carille chegou a 15 jogos de invencibilidade

    Corinthians chega a 15 jogos de invencibilidade; ultimo revés foi ainda na primeira fase do Paulista

    ver detalhes
  • Após bela troca de passes de Marquinhos e Jadson, Jô bateu rasteiro e decretou vitória alvinegra em Salvador

    Jô decide e Corinthians vence a primeira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi bem em Salvador; meia não atuava desde eliminação do Timão na Copa-BR

    Fiel destaca Marquinhos Gabriel, mas elege atacante como melhor em campo contra o Vitória

    ver detalhes
  • Marquinhos prometeu recuperar boa fase no Timão depois de vitória em Salvador

    Marquinhos Gabriel: 'Cair e ficar deitado não dá. Não é saindo que as coisas vão se resolver'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes