Chicão dedica empate do Corinthians ao avô morto na segunda-feira

Chicão dedica empate do Corinthians ao avô morto na segunda-feira

Buenos Aires, ARG, 28 (AFI) ?' Após o empate, por 1 a 1, entre Corinthians e Boca Juniorss, o zagueiro Chicão revelou um problema pessoal vivido por ele nos últimos dias. O grande resultado ele ofereceu ao avô, que morreu na segunda-feira.


?Passei uma situação chata na segunda-feira, com o que aconteceu ao meu avô...Foi difícil, mas me agüentei firme. Mas falei que não ia deixar meus companheiros e que vamos até o fim juntos?.

E o zagueiro sabe da importância deste resultado fora de casa, dentro de La Bombonera.

?Algumas pessoas falavam ainda que a gente podia tomar uma goleada aqui, porque a gente não tinha jogado aqui. O Boca é um time diferente, canchado, mas nós não demos moleza e mantivemos a concentração?, concluiu.

O goleiro Cássio, um dos mais tranquilos, não foi diferente em suas declarações.

?Conseguimos um grande resultado. O time todo está bem tranquilo. Tomamos o gol e continuamos da mesma maneira e deu tudo bem. Na volta, vale a pena nossa torcida lotar o Pacaembu e empurrar nosso time. E vamos manter nosso ritmo!, prometeu.

Manter a pegada
Para o volante Paulinho, nada está ganho e todo cuidado será pouco na volta, no Pacaembu.

?São duas grandes equipes. Não podemos dar espaço lá porque o Boca é uma equipe experiente, muito qualificada. É difícil manter o mesmo ritmo os 90 minutos. Mas temos que marcar bem, ser mais intenso para fazer o gol o mais rápido possível?, e finalizou falando sobre a ansiedade neste momento decisivo.

?Uma ansiedade natural. O Tite coloca para nós para termos esta maturidade. Alguns jogadores experientes como o Alex e o Danilo nos ajudam muito. É preciso ter frieza e maturidade grandes. Imagino manter a mesma pegada e sair campeão?, concluiu.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes
  • Presidente Roberto de Andrade na Arena Corinthians

    Presidente do Corinthians rechaça propostas oficiais, mas não garante permanência de todos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes