Romarinho fez em 4 dias o que Adriano não fez em 11 meses no Timão

Romarinho fez em 4 dias o que Adriano não fez em 11 meses no Timão

Minha terra tem Romarinho. (Á Nelson Rodrigues)

Ah, Nelson Rodrigues! O mundo continua girando, mas parece não sair do lugar; o Brasil continua o mesmo, em seu eterno complexo de vira-lata. A Eurocopa rola no Velho Continente, absolutamente fria e sem graça, enquanto pelas terras tupiniquins os idiotas da objetividade se recusam e enxergar o que salta aos olhos de todos: Continuamos a produzir craques em série.

A nossa Terra Brasilis acaba de testemunhar o nascimento de uma estrela; uma estrela com estrela. Um jovem vindo do Bragantino, e que o São Paulo rejeitou, e que o Santos queria de graça, nada menos que 10% do direitos federativos por prestar à joia o favor de deixá-la jogar ao lado de Ganso e Neymar. Pois o moleque veio para o Corinthians, e na sua estreia no time B do Corinthians em um Derbi, humilhou o time titular do Palmeiras, ao fazer os dois gols da virada corintiana no Brasileirão/12.

Mas, Nelson Rodrigues, parece mentira, o carinha foi mais longe ainda. O Timão foi à Buenos Aires para a sua derradeira partida no exterior pela Libertadores/12; perdia a partida para um Boca Juniors infernal, e te peço, não me tome por mentiroso, mas o chapolin brasileño calou a Bombonera lotada, empatou o jogo, e anulou a vantagem dos argentinos, e permitiu ao Corinthians trazer a decisão da Libertadores para o Pacaembu.

Colega, sei que vão dizer que eu estou exagerando, me precipitando, mas veja bem, o Romarinho fez, no espaço de 4 dias, o que o badalado “imperador” Adriano não fez em 11 meses no Timão. É, meu amigo, o futebol brasileiro continua fértil, e nem todo o ouro que os europeus levaram da gente consegue desvirtuar a característica, dádiva divina, de produzir craques. E que os idiotas da objetividade continuem olhando para os gramados dos colonizadores porque a minha terra tem Romarinho, onde tomam gols os periquitos.

Fonte: Roda de Corinthianos

Veja Mais:

  • Final da Flórida Cup 2017, único revés em mata-mata para o Corinthians no Século 21

    Após seis triunfos, Timão perde primeiro mata-mata para o São Paulo no Século 21

    ver detalhes
  • Não agradou - Titular no Majestoso, Guilherme teve atuação discreta na decisão da Florida Cup

    Meia do Corinthians tem nota próxima do zero após empate

    ver detalhes
  • Timão disputou primeiro clássico de 2017 na noite deste sábado

    Clássico termina empatado e Corinthians perde título para rival nos pênaltis

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi chutado por Bruno

    Marquinhos Gabriel leva chute na cabeça; árbitro ignora, mas expulsa Kazim e Maicon

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes