Castán evita especular sobre futuro, mas vê saída do Corinthians como algo real

Castán evita especular sobre futuro, mas vê saída do Corinthians como algo real

Leandro Castán é um dos destaques da campanha até aqui invicta do Corinthians na Libertadores. A boa fase do zagueiro despertou o interesse de clubes europeus que já enviaram observadores para sondar o zagueiro. A Roma até apresentou uma proposta oficial, mas o Corinthians não vai falar sobre negociações de seus atletas antes da final contra o Boca Juniors, quarta-feira, dia 4.

No discurso, Castán demonstra que a possibilidade de a partida contra os argentinos ser a última dele pelo Corinthians existe e deve ser considerada.

'Sinceramente, eu não penso nisso (saída para a Roma) agora. Quero primeiro jogar esse jogo de quarta. Estou com foco total nesse jogo contra o Boca. Depois a gente vê o que vai fazer. A concentração é total, é o jogo da minha vida e não quero falar sobre isso (futuro). Quando acabar a Libertadores a gente vê o que faz', disse Castán, evitando até o discurso politicamente correto de dizer que sua intenção é continuar no Corinthians.

Em caso de negociação, o Corinthians terá direito a 100% do valor pago pelo clube pretendente, provalvelmente a Roma. Quando Castán chegou ao Parque São Jorge, em janeiro de 2010, um grupo de investidores foi o responsável por sua contratação. Em dezembro do ano passado, após o bom desempenho do jogador no Brasileirão, o Corinthians adquiriu o total dos direitos econômicos do zagueiro já vislumbrando uma negociação futura.

Na sexta-feira, perguntado se depois da partida contra o Boca Juniors o título corintiano de fato for confirmado ele irá a Roma para agradecer ao Papa pela conquista, Castán sorriu, acanhado. Sem saber responder, disse apenas que comemorá com sua família.

'Não sei. Vou para casa, ficar em Jaú (sua cidade no interior paulista). Acho que vamos ter uns dias de folga, né?', despistou.
 

As informações são do repórter Bruno Winckler, do IG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes