Libertadores: Emerson desabafa contra o Fluminense e imprensa após grande atuação

Libertadores: Emerson desabafa contra o Fluminense e imprensa após grande atuação

Agora pode estourar a champagne Sheik

Agora pode estourar a champagne Sheik

Depois do apito final, que consagrou o Corinthians campeão da Libertadores, o atacante Emerson usou os microfones para desabafar contra o Fluminense, clube que defendeu o ano passado e que teve uma saída nada amigável. Sem citar o nome do clube, o jogador se defendeu e alfinetou seus antigos empregadores, respingando críticas na imprensa, que o criticou bastante durante as polêmicas.


'Juro que hoje não vou chorar, porque hoje é dia de alegria. Há um ano atrás me tiraram de um lugar me acusando de coisas absurdas. Eu não fiz nada. Não fiz, não fiz e não fiz. Sou profissional. Vocês (Fluminense) erraram comigo e hoje eu sou campeão da Libertadores', desabafou o atacante, autor dos gols na vitória por 2 a 0 contra o Boca Juniors.

Antes de se apresentar no Parque São Jorge, o jogador viveu uma rápida polêmica no Fluminense. Segundo o clube carioca, o jogador foi afastado do elenco, no Campeonato Brasileiro na Libertadores, por motivos de indisciplina. O atacante teria ofendido o presidente do clube, Peter Siemsen, e gritado hinos em reverência ao Flamengo, no ônibus do Fluminense.

Em maio de 2011, o jogador teve o contrato rescindido. Mas no Corinthians, o atacante teve uma nova chance e mostrou porque recebeu o apelido de Sheik quando jogava no Quatar. Além de encerrar a competição como artilheiro do Timão com cinco gols, o jogador foi peça fundamental no título.

Nas semifinal, fez o gol que deu a vitória contra o Santos, em plena Vila Belmiro. No primeiro jogo da final, no Estádio Bombonera, foi autor da assistência que resultou no gol do jovem atacante Romarinho, que em seu primeiro toque na bola marcou o primeiro gol do Corinthians em uma final de Libertadores. Nesta quarta-feira, sem entrar na '?catimba'? dos argentinos, Emerson foi o nome do jogo marcando os dois gols da vitória que deu o primeiro título da Libertadores na história do Corinthians.

'Eu gosto destas partidas. Tenho certeza que a galera que acompanhou a minha história sabe o quanto é importante isso. Tem muita gente que gosta de mim', disse Emerson, que, nos últimos quatro anos, acumula três títulos brasileiros e agora esta Libertadores.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes