Mecânico que atropelou corintianos em festa do título da Libertadores admite que estava bêbado

Mecânico que atropelou corintianos em festa do título da Libertadores admite que estava bêbado

Mecânico que atropelou corintianos em festa do título da Libertadores admite que estava bêbado

Mecânico que atropelou corintianos em festa do título da Libertadores admite que estava bêbado

O mecânico Hector Ernandes de Santana, que atropelou torcedores do Corinthians na madrugada de quinta-feira após o título do time na Copa Libertadores da América, admitiu que estava bêbado e pediu desculpas para as vítimas.

'Tomei vodca com enérgico, mas não bebi muito. Não, não sou de beber muito. Eu estava lúcido no que eu estava fazendo', falou Hector, em entrevista ao Fantástico, da TV Globo.

'Desde que comecei a trabalhar, no meu ramo, sou mec'nico, com 14 anos, eu dirijo. Veio um rapaz do meu lado falando que esbarrei na namorada dele, quebraram o vidro e começaram a agredir meus amigos. Se eu saísse do carro era capaz de estar morto agora. Não lembro de muita coisa, foi um apagão e só lembro dos policiais me retirando', continuou.

Hector atropelou dezenas de pessoas no bairro do Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo, nesta semana, depois de uma perseguição e confusão iniciada por uma briga.

As imagens do Fantástico mostram o rapaz entrando com o carro em direção a uma multidão, e nem é possível ver o veículo.

Djair Nunes Santana é pai e advogado de Hector. Ele diz que o filho agiu em legítima defesa, mas recriminou o fato de ele dirigir sem carta. 'Ele agiu por instinto de defesa para preservar a própria vida', falou. 'Mas sempre foi isso que reclamei, de sair sem habilitação.'

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes
  • Rodriguinho marcou o gol da vitória do Corinthians contra o Atlético-GO

    Corinthians se impõe fora de casa, vence Atlético-GO e assume liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Quase a totalidade dos 15 mil presentes no Serra Dourada era corintiana

    Torcida do Corinthians domina o estádio Serra Dourada; comentarista e dirigente goianos se revoltam

    ver detalhes
  • Clayson canta o hino do Corinthians na primeira concentração

    VÍDEO: Clayson canta o hino do Corinthians na primeira concentração

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes