Salário vira obstáculo para o Corinthians conseguir segurar volante Paulinho

Salário vira obstáculo para o Corinthians conseguir segurar volante Paulinho

Paulinho pode acabar saindo do Corinthians por causa de salário

Paulinho pode acabar saindo do Corinthians por causa de salário

Com preferência na compra dos direitos, diretoria vê dificuldade em competir com Inter de Milão e descarta fazer loucuras pelo volante

Enquanto aguarda a chegada de uma proposta do Inter de Milão nesta segunda-feira, o Corinthians se movimenta nos bastidores para tentar impedir a saída de Paulinho, um dos ícones na conquista da Taça Libertadores. Apesar de prometer brigar pela compra dos direitos do volante, o Timão sabe que terá problemas para competir com os salários que serão oferecidos pelo clube italiano.

Internamente, a cúpula do departamento de futebol já foi orientada pelo presidente Mário Gobbi Filho a não cometer exageros financeiros na disputa pelo jogador. Um aumento salarial será oferecido, mas a direção considera que não poderá pagar a um defensor vencimentos semelhantes aos de atletas do setor ofensivo, como Alex e Emerson – acima de R$ 400 mil.

A concorrência europeia será pesada para o Timão. A cotação do euro nos últimos dias foi de aproximadamente R$ 2,50, valor que dificultará a batalha pelo jogador. Leandro Castán, por exemplo, foi negociado com o Roma por R$ 13 milhões e terá um salário três vezes maior do que recebia no clube do Parque São Jorge, oferta que impediu qualquer tentativa do Alvinegro de segurá-lo.

O Corinthians, aliás, quer usar o dinheiro que arrecadou com a saída do zagueiro para tentar comprar Paulinho. O contrato do jogador dá ao clube a possibilidade de cobrir qualquer oferta que seja feita. Os direitos são divididos da seguinte forma: 45% do Banco BMG, 45% do Audax-SP e 10% do Bragantino. O Timão ficará com 20% do lucro de uma transação acima de R$ 1 milhão, valor pago pelos investidores em 2010.

– É preciso convencer três partes para negociar. Não é uma negociação tão fácil. Vamos sentar com os parceiros e conversar para ver o que é melhor para todos. Queremos fazer um bom negócio para que o Paulinho fique – afirmou o gerente de futebol Edu Gaspar.

Paulinho não esconde que ficou balançado com o assédio do Inter de Milão e que espera uma valorização financeira para continuar no Brasil, pelo menos, até o fim do ano. O jogador já descartou se transferir para centros como Ucrânia ou Rússia com medo de se afastar de uma possível convocação do técnico Mano Menezes para disputar a Copa do Mundo de 2014.

As conversas devem esquentar nos próximos dias. Representantes de Paulinho se reuniram com dirigentes italianos na semana passada e ouviram que o clube deve oficializar uma proposta nesta segunda-feira. O valor é de cerca de € 9 milhões, aproximadamente R$ 22,5 milhões.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel (colete) é opção para jogo de quarta-feira; Pedrinho deve iniciar no banco

    De 'chave virada', Corinthians inicia preparação para duelo decisivo com Patriotas

    ver detalhes
  • Titular absoluto sob comando de Carille, Fagner está na mira da Inter de Milão

    Lateral do Corinthians é incluído na lista de reforços de diretor da Inter de Milão

    ver detalhes
  • Jô demonstrou desgaste no fim do jogo contra o Fluminense

    Desgaste e chance de lesão podem fazer Corinthians não ter até seis titulares contra o Patriotas

    ver detalhes
  • Jogadores comemoram gol no Maracanã

    Time e torcida do Corinthians no Maracanã ganham elogios de torcedores cariocas nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes