Em blog, Casagrande escreve elogio ao Timão: 'A lição do Corinthians à Seleção'

Em blog, Casagrande escreve elogio ao Timão: 'A lição do Corinthians à Seleção'

Campeão e integrante da Democracia pelo Corinthians, Casagrande escreve elogio ao corinthians

Campeão e integrante da Democracia pelo Corinthians, Casagrande escreve elogio ao corinthians

O ex-corinthiano Casagrande escreveu em seu blog um elogio ao Corinthians. Leia na íntegra abaixo:

A seleção olímpica do Brasil tem algo a aprender com o Corinthians. E a lição nada tem a ver com o estilo cauteloso do campeão da Libertadores. Mesmo porque seria um pecado — para não dizer burrice — cortar as asas de um time que conta com Neymar e Oscar, entre outros talentos.

O ensinamento alvinegro vem do aspecto emocional.

Depois de anos e anos tratando a competição continental como uma obsessão, o clube percebeu que só conseguiria conquistar o título se enxergasse o torneio como uma oportunidade, não como um fardo.

Tudo não passa de uma questão de inteligência. O futebol é um jogo que exige tranquilidade. Sem ela, até o melhor jogador do mundo toma decisões erradas, escolhe o caminho mais longo. Mas, quando uma equipe tem paz de espírito, além de bons atletas e organização tática, o céu é o limite.

A seleção que Mano levou para Londres é talentosa e organizada. O técnico soube aproveitar os amistosos realizados na Europa e nos Estados Unidos para dar entrosamento ao time e acertar o posicionamento. O jogo de estreia contra o Egito mostrou que a equipe tem muito a melhorar ainda. Mas hoje, pelo menos, a seleção já dispõe de uma formação definida, com três atacantes e um organizador no meio-campo.

A dificuldade é domar a ansiedade dos garotos, protegendo-os dos fantasmas do passado. O Corinthians se sagrou campeão da Libertadores quando os jogadores entenderam que não podiam carregar todo o peso dos fracassos anteriores do clube na competição. Da mesma forma, o Brasil só ganhará o ouro olímpico no futebol masculino quando o time se der conta de que perdê-lo não será o fim do mundo.

Para ser uma potência do futebol, o Brasil não precisa ser campeão dos Jogos. Assim como o Corinthians não necessitava da taça da Libertadores para ser maior do que é.

Não é uma tarefa fácil. Primeiro, porque vivemos assumindo culpas que não temos. Segundo, porque o comando da CBF tem colocado uma pressão enorme sobre a comissão técnica. O Mano sabe que seu futuro à frente da seleção depende do desempenho da seleção na Olimpíada. Ele já recebeu vários recados neste sentido.

Para o treinador, a medalha de ouro em Londres não é apenas uma obsessão. É também a sua tábua de salvação.

Palavra de Artilheiro


O futebol é mesmo um esporte de maluco. Quem poderia imaginar, dois meses atrás, que o Santos, então cantado em verso e prosa como o melhor time do Brasil, poderia estar agora no buraco, lutando para sair da zona de rebaixamento do Brasileiro? Tenho a sensação de que a derrota para o Corinthians na semifinal da Libertadores causou um estrago muito maior do que os dirigentes do Peixe poderiam calcular.

O campeão paulista se desmantelou em pouco mais de dois meses. Como se não bastassem as ausências de Neymar e Ganso, convocados para a seleção, o time perdeu de uma vez várias peças importantes, como Alan Kardec, Borges, Elano e Ibson. Pior: os reforços contratados estão demorando a vingar, o que já provocou um mal-estar entre o Muricy Ramalho e os dirigentes. O técnico vem se queixando da falta de planejamento do clube. O ambiente ficou carregado.

Por outro lado, o Palmeiras segue em águas calmas, apesar da derrota para o Bahia. Ninguém mais questiona a competência do Felipão, nem a suposta fragilidade do elenco, antes cantada em verso e prosa. Agora o técnico gaúcho é um gênio e o time alviverde, um exemplo de raça. Até o Valdivia, sempre criticado, virou fundamental. O futebol é mesmo um esporte de maluco.

Fonte: Diario de Sao Paulo - Blog CasaGrande

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Craque do futsal do Corinthians, Leandro Lino deve jogar pelo Sorocaba em 2017

    Quatro campeões do Corinthians recebem proposta do Sorocaba e devem 'virar casaca' em 2017

    ver detalhes
  • Pelada registrada no Amapá, onde Caio presenciou o tradicional 'futilama'

    Do Amapá à Antártida: torcedor do Corinthians, fotógrafo percorre o mundo em busca de peladas

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes