Nadador do Corinthians Thiago Pereira surpreende, bate Michael Phelps e fatura a prata nos Jogos

Nadador do Corinthians Thiago Pereira surpreende, bate Michael Phelps e fatura a prata nos Jogos

Dia histórico na carreira vitoriosa de Thiago Pereira. O nadador do Corinthians conquistou neste sábado (28) a medalha olímpica inédita, chegando em segundo lugar na prova dos 400 m medley e superando um dos maiores nomes da modalidade, o norte-americano Michael Phelps, que ficou fora do pódio, terminando em quarto lugar. O brasileiro cravou 4m08s86, igualando seu próprio recorde sul-americano na distância, e saiu com a prata. O ouro foi para o norte-americano Ryan Lochte (4m05s18) e o bronze para o japonês Kosuke Hagino (4m08s94).

O resultado de Thiago Pereira veio graças a mudança no estilo de preparação. Depois de três anos treinando nos Estados Unidos, com os melhores, o nadador voltou ao Brasil no segundo semestre de 2011 e passou a treinar com o técnico Alberto Silva no P.R.O. 2016, projeto do campeão olímpico Cesar Cielo. O atleta focou também o trabalho fora d´água, como musculação e a parte nutricional. "A medalha olímpica é fruto desse comprometimento. Passei a fazer musculação, ganhei força e não canso facilmente, principalmente no final de prova. Também passei a nadar a prova com mais inteligência e vi que isso fez a diferença", conta o atleta patrocinado por Arena e Correios. Na última edição dos Jogos, o nadador acabou em oitavo lugar, com 4min15s40. Na sua estreia, em Atenas/2004, o brasileiro ficou nas eliminatórias.

Surpreso com o resultado, o atleta de Volta Redonda (RJ) promete brigar por mais um pódio na sua especialidade, os 200 m medley. O brasileiro volta à piscina do Aquatic Center em Londres nesta quarta-feira (1/8) para as eliminatórias marcadas para 7h15. Às 16h30 é a vez das semifinais dos 200 m medley. A decisão é no dia seguinte às 16h16.

"Agora é a minha prova favorita. Tenho tudo para ganhar outra medalha e a receita é descansar nesses dias que antecedem o medley. O resultado de hoje mostra que a preparação foi bem feita. Vinha brigando, batendo na trave em Olimpíadas, mas agora o pódio veio. Como eu disse, nada uma prova por vez, então meu foco agora será nos 200m ", diz o nadador, que tem o quarto melhor tempo do ano na prova e está entre os favoritos dessa vez.

A medalha de Thiago Pereira foi a terceira do Brasil no primeiro dia de disputas dos Jogos de Londres. Mais cedo, Felipe Kitadai ficou com o bronze no judô na categoria até 60 quilos e Sarah Menezes, entre as atletas de até 48 quilos, levou o ouro.

A prova - A prata de Thiago Pereira nos 400 m medley mostrou que o atleta tem poder de reação e que pode vencer nada mais nada menos do que Michael Phelps. Mais rápido no final de prova, o nadador, que competiu na raia seis, conseguiu se manter entre os cinco primeiros até o estilo peito, quando passou para segundo lugar, atrás apenas do campeão Ryan Lochte, com parcial de 1min08s55. Depois fez o trecho do crawl com velocidade sem perder fôlego. "Adotamos uma estratégia correta para os 400 medley. Senti a diferença no final das provas nas últimas competições e aprendi a dosar os quatro nados com forca e resistência. Os treinos, é claro, foram fundamentais nessa conquista", conta o nadador, que chegou a usar um paraquedas nas atividades em São Paulo (SP).

O brasileiro desde a largada na piscina do borboleta estava entre os primeiro colocados. Os 100 m iniciais, o nadador do Corinthians orientado por Alberto Silva passou com 56s76. Na mudança para o costas fechou em quinto. No peito veio a virada em grande estilo: 33s37 na primeira passagem e 35s18 antes de passar para o crawl. De quinto subiu para segundo. No crawl, nado mais rápido da natação, Thiago Pereira forçou e fez os 100 m em 59s70.

Nas primeiras entrevistas ainda na piscina do centro aquático inglês, Thiago Pereira era só alegria que se misturava com o cansaço pelo esforço. "Não consigo nem andar. Dói tudo. Na última piscina, no crawl, achei que não ia aguentar. Honestamente não sei onde consegui forças. Nas eliminatórias, eu cansei um pouquinho, mas e descansei bastante", comemora Thiago Pereira após fechar a prova em 4min08s86. O resultado é o mesmo de três anos atrás, quando o atleta quebrou o recorde sul-americano no Mundial de Roma usando o supermaiô.

Vale destacar que a prata pode ser a última exibição de Thiago Pereira nos 400 m medley. "É a última vez que eu nado essa prova. É muito cansativa". Na piscina em Londres, o atleta foi apoiado de perto pela mãe Rose Vilela, que estava nas arquibancadas.

Resultado Final:
1º - Ryan Lochte (EUA) - 4min05s18
2º - Thiago Pereira (Brasil) - 4min08s86
3º - Kosuke Hagino (Japão) - 4min08s94
4º - Michael Phelps (EUA) - 4min09s28
5º - Chad le Clos (África do Sul) - 4min12s42
6º - Yuya Horihata (Japão) - 4min13s30
7º - Thomas Fraser-Holmes (Austrália) - 4min13s49
8º - Luca Marin (Itália) - 4min14s89

Os 400 m medley de Thiago Pereira em números:

Tempo Total: 4min08s86
Passagem dos 100 m borboleta: 56s76
Passagem dos 100 m costas: 1min03s85
Passagem dos 100 m peito: 1min08s55
Passagem dos 100 m crawl: 59s70

50 m (borboleta): 26s29 em quarto colocado
100 m (b

Fonte: zdl

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes