Corinthians abre processo contra o Remo por plágio

Corinthians abre processo contra o Remo por plágio

Material do Remo replica a campanha da República Popular do Corinthians

Material do Remo replica a campanha da República Popular do Corinthians

Na onda das parcerias esportivas, ações de marketing e campanhas institucionais que invadem o futebol paraense, ao menos uma delas pode trazer ao Clube do Remo um grave problema com a justiça brasileira, e, além disso, a questão não envolve apenas jogador, como acontece normalmente no setor jurídico azulino, mas sim a agência responsável por fiscalizar e evitar propaganda enganosa, que teria por trás o interesse de dois dos grandes clubes do futebol nacional, Vasco da Gama e Corinthians.

O entrave começou quando uma iniciativa entre torcedores decidiu organizar um movimento que pudesse alavancar o futebol remista e, ao mesmo tempo, trazer de volta o torcedor, através de campanhas de doações, venda de produtos com o nome do clube, e, principalmente, a comercialização de um título, denominado de “República do Sangue Azul”, que tem caráter societário, com direito a venda de título, um documento fictício simulando um RG do torcedor e outras vantagens.

Para colocar em prática o projeto, a diretoria do Remo precisou concordar com os detentores da ideia e autorizar o seu início. Entretanto, ao aceitar a benesse, a própria presidência deixou claro que não está financiando nada, mas apenas permitindo a utilização da imagem do clube para a campanha, e mesmo sem saber, foi a decisão mais sensata a ser tomada, pois passados alguns dias chega à sede social uma cópia da ação movida pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), contendo reclamações do Corinthians e do Vasco da Gama, por se sentirem lesados com o uso indevido de campanhas publicitárias.

A princípio, o susto foi inevitável. Sem saber do que se tratava, os advogados do clube tomaram as devidas providências e foram atrás da explicação para tal medida severa. Ao saber do envolvimento dos organizadores no projeto “O Remo é meu”, o advogado e diretor jurídico, Ronaldo Passarinho elaborou a defesa com os argumentos acima, de que não há responsabilidade alguma do clube na promoção, administrada por um grupo de 10 torcedores e chefiada por André Anaisse.

SEM CULPA

A reportagem do caderno Bola procurou o advogado e vice-presidente do departamento jurídico do Remo, Ronaldo Passarinho, que foi categórico ao informar a inexistência de culpa do Clube do Remo. Segundo ele, o clube foi generoso em ceder a imagem à proposta do grupo de torcedores, mas não toma à frente e não tem responsabilidade pelo trabalho ou qualquer ligação de caráter intelectual, inclusive tem a garantia do autor do projeto em assumir a responsabilidade.

“O André Anaisse me telefonou dizendo que a responsabilidade é deles. A defesa do clube será baseada nisso, não temos oficialmente nada a ver. O Remo não corre risco algum, e não podemos impedir um movimento de torcedores, não podemos ser contra isso, mas a responsabilidade é deles. Eu até agradeci, porque acho que todos os esforços são bem vindos”, declara o diretor jurídico do Remo, que trabalha na defesa ao lado do advogado Thiago Coimbra.

Quem move a ação não é propriamente o Vasco ou o Corinthians, como se pensa, mas sim o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), responsável por evitar a veiculação de anúncios e campanhas de conteúdo enganoso, ofensivo, entre outros, incluindo o plágio, quesito no qual a campanha “O Remo é Meu” estaria enquadrada.

Sendo assim, a acusação parte dessa premissa, e o Vasco alegra que “O Remo é Meu” é uma cópia da campanha do time carioca, “O Vasco é Meu”, e as demais ações como RG e Certidão, incluídas no título da “República de Sangue Azul”, seriam propriedade intelectual do Corinthians. No entanto, o responsável pela campanha, André Anaisse, postou na página do Remo no Facebook, que está tomando todas as medidas para evitar problemas tanto ao clube quanto aos organizadores, e que ele e os demais encarregados pretendem continuar com a campanha em prol do Filho da Glória e do Triunfo assumindo todas as responsabilidades. A reportagem tentou localizar Anaisse, porém, até o fechamento da edição não foi possível estabelecer contato e os argumentos usados foram postados pelo próprio torcedor na página do programa, na rede social Facebook.

Fonte: Diario Do Pará

Veja Mais:

  • Guilherme Arana é um dos principais jogadores do país em 2017

    Time espanhol trata Arana como prioridade e deve apresentar nova oferta para o Corinthians

    ver detalhes
  • Romero e Balbuena foram convocados pelo técnico Arce

    Lesão não impede convocação de Balbuena; Paraguai libera lista com os jogadores do Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians não vê jogo da equipe na TV aberta há quase um mês

    Fiel só tem uma opção para assistir na TV ao jogo do Corinthians contra Chapecoense

    ver detalhes
  • Elias deixou o Corinthians há um ano para reforçar o Sporting, de Portugal

    Por momento ruim do Atlético-MG, Elias cogita retorno ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Paulo

    Paulo 27 comentários

    79º. por @coyotegames

    ...se até o parmeira tá copiando o Timão, maginem o resto!

  • Foto do perfil de Caio

    Caio 7 comentários

    78º. por @caio.paiva

    É o mesmo clube que nosso ídolo Marcelinho Carioca jogou amistoso nesse mês

  • Foto do perfil de Breno

    Breno 27 comentários

    77º. por @donald

    REMO é Piada aqui no Pará ! KKKKKKK, Vamos Subirr Papãoo ! Vaii Corinthianss !

  • Foto do perfil de Luis

    Luis 2 comentários

    76º. por @luis.martinez

    Amigo, Jesus não é de Belém do Pará. Sei que isto pode desmoronar seu mundo, mas não diga uma bobagem como esta. Abraços.

    Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Alessandro.Pará 1768 comentários

    31/07/2012 às 01h21 por @alessandropara

    Fico indignado quando falem mal, daqui, seja o REMO ou Paysandu.Nasci em sampa, mas agora vivo em Belém, terra de JESUS.Assim como meus amigos de outros estados que vivem aqui e não querem voltar mais para seus estados de origem.Assim também os nordestinos que migram em meu estado São Paulo, procuram o melhor pra si.SOU CORINTHIANO mais não PRECONSETUOSO, por uma simples propaganda, se fosse por isso deveria processar muitos clubes que imitão o TIMÃO.

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 307º

    Alessandro.pará 1768 comentários

    75º. por @alessandropara

    Cleber!Vivo aqui em Belém a 8 anos, o escudo que vç cita, se eu não tiver enganado, o CLUBE DO REMO, nasceu nas regatas de remo, antigamente eram chamado de GRUPO DO REMO, ai para alguns acharem que é igual a do TIMÃO.

    Foto do perfil de Cleber

    Cleber 554 comentários

    30/07/2012 às 22h54 por @cleber.urdiale.seque

    Não é a questão de o time ser grande ou não, é a questão do plágio, na foto acima não é só o nome, como também as fontes e até mesmo escudos lembram o do Corinthians. O caso não é futebol, neste caso cada time tem sua história de sucesso, sendo Corinthians, Remo ou Comercial de Ribeirão Preto... Ainda sim o Corinthians tem os seus direitos assim como o Remo. Entender de futebol nada tem a ver do que entender de juridição. Conhecemos o Remo e respeitamos o clube, então o torcedor que colocou a foto acima deve respeitar o Corinthians e ser criativo, simples assim. Não precisamos falar de média de torcida, títulos, anos de história ou tradição para analisar estes fatos.

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 307º

    Alessandro.pará 1768 comentários

    74º. por @alessandropara

    Fico indignado quando falem mal, daqui, seja o REMO ou Paysandu.Nasci em sampa, mas agora vivo em Belém, terra de JESUS.Assim como meus amigos de outros estados que vivem aqui e não querem voltar mais para seus estados de origem.Assim também os nordestinos que migram em meu estado São Paulo, procuram o melhor pra si.SOU CORINTHIANO mais não PRECONSETUOSO, por uma simples propaganda, se fosse por isso deveria processar muitos clubes que imitão o TIMÃO.

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 307º

    Alessandro.pará 1768 comentários

    73º. por @alessandropara

    Marginal do presidio tem que comentar no trafico, nasci em São Paulo, mas sou PARAENSE com muito orgulho, E pobretão aqui não é fim do mundo, e começo de muitas riquezas que banhão este estado maravilhoso e seu povo belo?

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 307º

    Alessandro.pará 1768 comentários

    72º. por @alessandropara

    Não vejo nada demais nisso!Amanhã os porcos, as sardinhas, os bambis, vão fazer a mesma coisa.tudo que é bom tem que ser copiado.Sou PAULISTA, mas sou PARAENSE.Pós tenho nergocios e família aqui, neste estado abençoado por DEUS, e gosto muito deste povo bacana que é:O REMO é muito grande, assim como seu rival paysandu, a única coisa que vejo aqui, que falta é uma estrutura igual aos dos clubes de São Paulo, quando tiverem:Aqui os meus amigos paraense falam, que aqui é a argentina do norte mano, ninguém aguenta a pressão dos clubes paraenses.VALEU MEU POVO PARAENSE, AQUI É PAI DEGUA!

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 307º

    Alessandro.pará 1768 comentários

    71º. por @alessandropara

    Tu deve ser algum bandido que acabou de sair da prisão, e foi no saibe opinar aqui.REMO é clube muito grande aqui, assim como paysandu, sou PAULISTA, com sangue PARAENSE, EITÁ PARÁ PAIDEGUA...

    Foto do perfil de Heltinho

    Heltinho 2 comentários

    30/07/2012 às 12h17 por @heltinho.lima

    Esse Remo é uma piada...

  • Foto do perfil de Cleber

    Ranking: 1339º

    Cleber 554 comentários

    70º. por @cleber.urdiale.seque

    Não é a questão de o time ser grande ou não, é a questão do plágio, na foto acima não é só o nome, como também as fontes e até mesmo escudos lembram o do Corinthians. O caso não é futebol, neste caso cada time tem sua história de sucesso, sendo Corinthians, Remo ou Comercial de Ribeirão Preto... Ainda sim o Corinthians tem os seus direitos assim como o Remo. Entender de futebol nada tem a ver do que entender de juridição. Conhecemos o Remo e respeitamos o clube, então o torcedor que colocou a foto acima deve respeitar o Corinthians e ser criativo, simples assim. Não precisamos falar de média de torcida, títulos, anos de história ou tradição para analisar estes fatos.

    Foto do perfil de Rodolpho

    Rodolpho 2 comentários

    30/07/2012 às 22h33 por @rodolpho.henriques

    As duas primeiras linhas de seu comentário são fatos. A partir dai, você falou merda. Remo é tão grande quanto um Corinthians, um Vasco, um Flamengo, um Fluminense, um Grêmio, e assim vai... Só que por ser do norte e sofrer preconceito das demais partes do pais o torno "pequeno" e não recebemos "olhares" da mídia como o SCCP recebe por ser do sudeste. Temos 5 milhões de torcedores, 1/6 aprox. Da torcida do Timão, e ai? Somos tão "pequenos" como vocês dizem? O SCCP não é nem um Golias do futebol brasileiro, ok amigo?