Corinthians abre processo contra o Remo por plágio

Corinthians abre processo contra o Remo por plágio

Material do Remo replica a campanha da República Popular do Corinthians

Material do Remo replica a campanha da República Popular do Corinthians

Na onda das parcerias esportivas, ações de marketing e campanhas institucionais que invadem o futebol paraense, ao menos uma delas pode trazer ao Clube do Remo um grave problema com a justiça brasileira, e, além disso, a questão não envolve apenas jogador, como acontece normalmente no setor jurídico azulino, mas sim a agência responsável por fiscalizar e evitar propaganda enganosa, que teria por trás o interesse de dois dos grandes clubes do futebol nacional, Vasco da Gama e Corinthians.

O entrave começou quando uma iniciativa entre torcedores decidiu organizar um movimento que pudesse alavancar o futebol remista e, ao mesmo tempo, trazer de volta o torcedor, através de campanhas de doações, venda de produtos com o nome do clube, e, principalmente, a comercialização de um título, denominado de “República do Sangue Azul”, que tem caráter societário, com direito a venda de título, um documento fictício simulando um RG do torcedor e outras vantagens.

Para colocar em prática o projeto, a diretoria do Remo precisou concordar com os detentores da ideia e autorizar o seu início. Entretanto, ao aceitar a benesse, a própria presidência deixou claro que não está financiando nada, mas apenas permitindo a utilização da imagem do clube para a campanha, e mesmo sem saber, foi a decisão mais sensata a ser tomada, pois passados alguns dias chega à sede social uma cópia da ação movida pelo Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), contendo reclamações do Corinthians e do Vasco da Gama, por se sentirem lesados com o uso indevido de campanhas publicitárias.

A princípio, o susto foi inevitável. Sem saber do que se tratava, os advogados do clube tomaram as devidas providências e foram atrás da explicação para tal medida severa. Ao saber do envolvimento dos organizadores no projeto “O Remo é meu”, o advogado e diretor jurídico, Ronaldo Passarinho elaborou a defesa com os argumentos acima, de que não há responsabilidade alguma do clube na promoção, administrada por um grupo de 10 torcedores e chefiada por André Anaisse.

SEM CULPA

A reportagem do caderno Bola procurou o advogado e vice-presidente do departamento jurídico do Remo, Ronaldo Passarinho, que foi categórico ao informar a inexistência de culpa do Clube do Remo. Segundo ele, o clube foi generoso em ceder a imagem à proposta do grupo de torcedores, mas não toma à frente e não tem responsabilidade pelo trabalho ou qualquer ligação de caráter intelectual, inclusive tem a garantia do autor do projeto em assumir a responsabilidade.

“O André Anaisse me telefonou dizendo que a responsabilidade é deles. A defesa do clube será baseada nisso, não temos oficialmente nada a ver. O Remo não corre risco algum, e não podemos impedir um movimento de torcedores, não podemos ser contra isso, mas a responsabilidade é deles. Eu até agradeci, porque acho que todos os esforços são bem vindos”, declara o diretor jurídico do Remo, que trabalha na defesa ao lado do advogado Thiago Coimbra.

Quem move a ação não é propriamente o Vasco ou o Corinthians, como se pensa, mas sim o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), responsável por evitar a veiculação de anúncios e campanhas de conteúdo enganoso, ofensivo, entre outros, incluindo o plágio, quesito no qual a campanha “O Remo é Meu” estaria enquadrada.

Sendo assim, a acusação parte dessa premissa, e o Vasco alegra que “O Remo é Meu” é uma cópia da campanha do time carioca, “O Vasco é Meu”, e as demais ações como RG e Certidão, incluídas no título da “República de Sangue Azul”, seriam propriedade intelectual do Corinthians. No entanto, o responsável pela campanha, André Anaisse, postou na página do Remo no Facebook, que está tomando todas as medidas para evitar problemas tanto ao clube quanto aos organizadores, e que ele e os demais encarregados pretendem continuar com a campanha em prol do Filho da Glória e do Triunfo assumindo todas as responsabilidades. A reportagem tentou localizar Anaisse, porém, até o fechamento da edição não foi possível estabelecer contato e os argumentos usados foram postados pelo próprio torcedor na página do programa, na rede social Facebook.

Fonte: Diario Do Pará

Veja Mais:

  • Camisa do Corinthians criada por torcedores em homenagem à Chape

    Corinthians bate o martelo sobre homenagens à Chapecoense

    ver detalhes
  • Brasileirão agora tem quatro vagas - não três - à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Paulo

    Paulo 27 comentários

    79º. por @coyotegames

    ...se até o parmeira tá copiando o Timão, maginem o resto!

  • Foto do perfil de Caio

    Caio 7 comentários

    78º. por @caio.paiva

    É o mesmo clube que nosso ídolo Marcelinho Carioca jogou amistoso nesse mês

  • Foto do perfil de Breno

    Breno 27 comentários

    77º. por @donald

    REMO é Piada aqui no Pará ! KKKKKKK, Vamos Subirr Papãoo ! Vaii Corinthianss !

  • Foto do perfil de Luis

    Luis 2 comentários

    76º. por @luis.martinez

    Amigo, Jesus não é de Belém do Pará. Sei que isto pode desmoronar seu mundo, mas não diga uma bobagem como esta. Abraços.

    Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Alessandro.Pará 1762 comentários

    31/07/2012 às 01h21 por @alessandropara

    Fico indignado quando falem mal, daqui, seja o REMO ou Paysandu.Nasci em sampa, mas agora vivo em Belém, terra de JESUS.Assim como meus amigos de outros estados que vivem aqui e não querem voltar mais para seus estados de origem.Assim também os nordestinos que migram em meu estado São Paulo, procuram o melhor pra si.SOU CORINTHIANO mais não PRECONSETUOSO, por uma simples propaganda, se fosse por isso deveria processar muitos clubes que imitão o TIMÃO.

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 244º

    Alessandro.pará 1762 comentários

    75º. por @alessandropara

    Cleber!Vivo aqui em Belém a 8 anos, o escudo que vç cita, se eu não tiver enganado, o CLUBE DO REMO, nasceu nas regatas de remo, antigamente eram chamado de GRUPO DO REMO, ai para alguns acharem que é igual a do TIMÃO.

    Foto do perfil de Cleber

    Cleber 534 comentários

    30/07/2012 às 22h54 por @cleber.urdiale.seque

    Não é a questão de o time ser grande ou não, é a questão do plágio, na foto acima não é só o nome, como também as fontes e até mesmo escudos lembram o do Corinthians. O caso não é futebol, neste caso cada time tem sua história de sucesso, sendo Corinthians, Remo ou Comercial de Ribeirão Preto... Ainda sim o Corinthians tem os seus direitos assim como o Remo. Entender de futebol nada tem a ver do que entender de juridição. Conhecemos o Remo e respeitamos o clube, então o torcedor que colocou a foto acima deve respeitar o Corinthians e ser criativo, simples assim. Não precisamos falar de média de torcida, títulos, anos de história ou tradição para analisar estes fatos.

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 244º

    Alessandro.pará 1762 comentários

    74º. por @alessandropara

    Fico indignado quando falem mal, daqui, seja o REMO ou Paysandu.Nasci em sampa, mas agora vivo em Belém, terra de JESUS.Assim como meus amigos de outros estados que vivem aqui e não querem voltar mais para seus estados de origem.Assim também os nordestinos que migram em meu estado São Paulo, procuram o melhor pra si.SOU CORINTHIANO mais não PRECONSETUOSO, por uma simples propaganda, se fosse por isso deveria processar muitos clubes que imitão o TIMÃO.

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 244º

    Alessandro.pará 1762 comentários

    73º. por @alessandropara

    Marginal do presidio tem que comentar no trafico, nasci em São Paulo, mas sou PARAENSE com muito orgulho, E pobretão aqui não é fim do mundo, e começo de muitas riquezas que banhão este estado maravilhoso e seu povo belo?

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 244º

    Alessandro.pará 1762 comentários

    72º. por @alessandropara

    Não vejo nada demais nisso!Amanhã os porcos, as sardinhas, os bambis, vão fazer a mesma coisa.tudo que é bom tem que ser copiado.Sou PAULISTA, mas sou PARAENSE.Pós tenho nergocios e família aqui, neste estado abençoado por DEUS, e gosto muito deste povo bacana que é:O REMO é muito grande, assim como seu rival paysandu, a única coisa que vejo aqui, que falta é uma estrutura igual aos dos clubes de São Paulo, quando tiverem:Aqui os meus amigos paraense falam, que aqui é a argentina do norte mano, ninguém aguenta a pressão dos clubes paraenses.VALEU MEU POVO PARAENSE, AQUI É PAI DEGUA!

  • Foto do perfil de Alessandro.Pará

    Ranking: 244º

    Alessandro.pará 1762 comentários

    71º. por @alessandropara

    Tu deve ser algum bandido que acabou de sair da prisão, e foi no saibe opinar aqui.REMO é clube muito grande aqui, assim como paysandu, sou PAULISTA, com sangue PARAENSE, EITÁ PARÁ PAIDEGUA...

    Foto do perfil de Heltinho

    Heltinho 2 comentários

    30/07/2012 às 12h17 por @heltinho.lima

    Esse Remo é uma piada...

  • Foto do perfil de Cleber

    Ranking: 1093º

    Cleber 534 comentários

    70º. por @cleber.urdiale.seque

    Não é a questão de o time ser grande ou não, é a questão do plágio, na foto acima não é só o nome, como também as fontes e até mesmo escudos lembram o do Corinthians. O caso não é futebol, neste caso cada time tem sua história de sucesso, sendo Corinthians, Remo ou Comercial de Ribeirão Preto... Ainda sim o Corinthians tem os seus direitos assim como o Remo. Entender de futebol nada tem a ver do que entender de juridição. Conhecemos o Remo e respeitamos o clube, então o torcedor que colocou a foto acima deve respeitar o Corinthians e ser criativo, simples assim. Não precisamos falar de média de torcida, títulos, anos de história ou tradição para analisar estes fatos.

    Foto do perfil de Rodolpho

    Rodolpho 2 comentários

    30/07/2012 às 22h33 por @rodolpho.henriques

    As duas primeiras linhas de seu comentário são fatos. A partir dai, você falou merda. Remo é tão grande quanto um Corinthians, um Vasco, um Flamengo, um Fluminense, um Grêmio, e assim vai... Só que por ser do norte e sofrer preconceito das demais partes do pais o torno "pequeno" e não recebemos "olhares" da mídia como o SCCP recebe por ser do sudeste. Temos 5 milhões de torcedores, 1/6 aprox. Da torcida do Timão, e ai? Somos tão "pequenos" como vocês dizem? O SCCP não é nem um Golias do futebol brasileiro, ok amigo?