CBF nega pedido do Inter e mantém data de jogo contra Corinthians

CBF nega pedido do Inter e mantém data de jogo contra Corinthians

815 visualizações 14 comentários Comunicar erro

A CBF negou o pedido do Internacional para mudar a data do jogo contra o Corinthians, marcado para o dia 16 de agosto, em São Paulo. O pedido foi baseado no fato de o clube ter três jogadores convocados. O volante Guiñazu, para a Argentina, o atacante Diego Forlán, para defender o Uruguai e o centroavante Leandro Damião, convocado por Mano Menezes para o amistoso da Seleção Brasileira contra a Suécia.

"Nós pedimos a transferência do jogo contra o Corinthians, mas a CBF não aceitou e nós teremos que enfrentar o Corinthians com estes três desfalques. O que é uma pena porque são três jogadores importantes para o time do Inter que investiu pesado para qualificar a equipe", disse o presidente Giovanni Luigi.

Além das ausências destes três jogadores o Inter também não contará com o meias argentinos D'Alessandro e Dátolo, que estão entregues ao departamento médico. Existe a possibilidade dos retornos do lateral esquerdo Kleber, que está em fase final de recuperação de uma lesão muscular na coxa e do atacante Dagoberto, que também está com uma lesão muscular.

Fonte: Jornal Do Brasil

Veja Mais:

  • Balbuena segue sem estender vínculo com o Corinthians

    Corinthians aciona Vampeta para tentar ajudar na renovação de Balbuena; clube se pronuncia

    ver detalhes
  • Vilson está afastado dos gramados desde março de 2017, quando passou por cirurgia

    Corinthians paga R$ 60 mil por atraso de 13 meses e quita dívida pela contratação de Vilson

    ver detalhes
  • Timão recebe o arquirrival Palmeiras na Arena neste sábado

    Torcida garante 33 mil ingressos para primeiro Dérbi de 2018; venda física começa nesta quarta

    ver detalhes
  • Ralf foi apresentado pelo Corinthians no início da tarde desta terça-feira, no CT

    Apresentado, Ralf fala em 'momento de Gabriel', mas avisa: 'Vou buscar meu espaço'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes