Grupo Afro Reggae vai ter sua marca na camisa do Corinthians contra o Vasco

Grupo Afro Reggae vai ter sua marca na camisa do Corinthians contra o Vasco

4.5 mil visualizações 12 comentários Comunicar erro

O Corinthians entrará em campo com a marca do AfroReggae no duelo contra o Vasco neste domingo, às 16h, em São Januário. Segundo o site oficial corintiano, a ideia é homenagear e promover o trabalho desenvolvido pelo grupo.

'É um enorme prazer para o clube apoiar uma instituição que fez tanto pelas comunidades do nosso país. Em seus quase 20 anos de trabalho, a organização mostrou seriedade e ajudou a mudar a vida de muitos jovens', comentou Ivan Marques, diretor de marketing do Corinthians.

O grupo comemora 20 anos do projeto em 2012 e começa as festividades em outubro. 'O AfroReggae luta para unir as diferenças e dar fim à desigualdade social. Não existe lugar melhor para ver a marca do nosso trabalho do que na camisa do time do povo', afirmou José Junior, presidente da AfroReggae.

O Corinthians está sem patrocinador fixo desde maio. Teve parceiros nos jogos decisivos da Libertadores, mas desde a final contra o Boca Juniors, quando teve patrocínio da Iveco, não tem nenhum patrocinador master. O clube trabalha com uma alta pedida para fechar um acordo.

As informações são do iG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Fagner atuou durante os 90 minutos do jogo entre Brasil e Costa Rica

    Fagner joga, defesa passa ilesa, e Brasil vence Costa Rica pela Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Fagner faz parte da delegação canarinha que busca o hexa na Rússia

    Até rivais se rendem, e Fagner é elogiado após estreia em Copas do Mundo; veja repercussão

    ver detalhes
  • Fagner e Tite trabalharam juntos no Corinthians em 2015 e 2016

    Fagner ou Danilo? Corinthiano leva vantagem nas estatísticas defensivas e ofensivas na Copa

    ver detalhes
  • Corinthians e São José disputam o título da Liga Ouro de 2018

    Em vantagem na série final, Corinthians visita São José valendo título da Liga Ouro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes