Sem chances de título, corintianos têm como única motivação atrapalhar líderes

Sem chances de título, corintianos têm como única motivação atrapalhar líderes

A tabela do Brasileirão já aponta o impossível sonho de o Corinthians comemorar seu sexto título brasileiro em 2012. São 19 pontos a menos e um jogo a mais em relação ao líder Atlético-MG. Há ainda 11 times melhor colocados . Ou seja: para quem já está classificado para a Libertadores de 2013 há pouco pelo que lutar.

Para que o segundo turno seja um pouco mais do que apenas cumprir tabela, os corintianos tentam encontrar motivação extra. E não resta outra escolha senão 'tumultuar' a briga pelo título.

'Nas próximas quatro rodadas, enfrentaremos os três primeiros colocados e teremos a chance de dar uma tumultuada nas primeiras colocações. Esse é o nosso objetivo, independentemente se der para chegar ou não, queremos subir, sair da zona intermediária da tabela', disse o lateral-esquerdo Fábio Santos.

O Corinthians vem duas derrotas em clássicos (para Santos e Sâo Paulo) e agora enfrenta os três primeiros colocados na tabela. Quarta-feira pega o Fluminense, fora de casa. Na sequência enfrenta Atlético-MG e Grêmio, ambos em São Paulo.

'Se acomodar não é muito a cara desse grupo, que tem jogadores bem conscientes. Está em jogo a preparação para o Mundial, ninguém quer dar brecha, viemos de duas derrotas e se cria uma desconfiança, mas o desempenho foi bom. Não pode se acomodar, achar que perdeu dois e está tudo bem. O Corinthians não pode ficar muito tempo sem ganhar', ressaltou.

Outra motivação do Corinthians nos próximos jogos é o fato de que foi derrotado por Fluminense e Atlético-MG (ambos por 1 a 0) e para o Grêmio (2 a 0) no primeiro turno deste Brasileirão. E Fábio Santos acredita que o time não mereceu as últimas duas derrotas na competição, fato que o mantém confiante para uma reação nos próximos confrontos.

'Acho que os resultados não dizem o que foi o desempenho da equipe. Fomos bem nos dois jogos. É óbvio que ninguém gosta de perder, não estamos acostumados com isso, mas agora é recuperar o mais rápido possível. Acredito que o desempenho vem sendo bom, infelizmente não vieram os resultados, o que nos serve de alerta. A equipe tem de voltar a não tomar gols, levamos cinco em dois, coisa que não é normal', analisou.

As informações são do iG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel é aposta de Carille para surpreender Chapecoense

    Contra Chape, Corinthians joga para evitar oscilação e aumentar vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Elias deixou o Corinthians há um ano para reforçar o Sporting, de Portugal

    Por momento ruim do Atlético-MG, Elias cogita retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Quem deve ganhar chance no Timão em 2018?

    Em enquete, Fiel opina sobre quais emprestados devem ganhar chances no Corinthians em 2018

    ver detalhes
  • Clayton disputou 14 jogos, marcando dois gols

    Corinthians e Atlético-MG finalizam últimos detalhes para devolução de Clayton

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes