Acusado de simular falta no clássico, Paulo André se defende de críticas

Acusado de simular falta no clássico, Paulo André se defende de críticas

As derrotas nos clássicos contra o Santos e São Paulo ganharam novo capítulo no Corinthians nesta segunda-feira. O protagonista da vez é o zagueiro Paulo André , que há uma semana criticou Neymar por simular muitas faltas . Desta vez, foi ele que teve de responder a críticas por ter usado do mesmo expediente do santista no clássico contra o São Paulo no domingo.

No primeiro tempo do jogo no Pacaembu, o zagueiro trombou com Luís Fabiano no meio campo e caiu. Wilson Luís Seneme não apitou falta, mas o corintiano ficou no chão. Na sua conta pessoal no Twitter, muitos santistas o criticaram por ter, segundo eles, agido de forma igual a quem ele havia criticado.

'Ele (Luís Fabiano) desviou-se da trajetória da bola e impediu a minha passagem, e houve um choque forte. Caí por causa do choque. No chão, não escutei o apito do juiz evidenciando a falta. Por isso permaneci no chão (sim, por conta disso permaneci no chão), até que o árbitro parasse o jogo para ver o que tinha acontecido. É evidente que foi somente uma trombada, não houve maldade nem houve outra intenção por parte do atacante que não a de proteger a bola. Mas na minha opinião, foi falta. E reconheço que errei ao ficar tanto tempo no chão', escreveu o zagueiro em seu blog.

Além de torcedores rivais, o goleiro Rafael, do Santos, também ironizou a atitude do zagueiro corintiano. 'Eu não acompanho muito esses negócios (de simulação), portanto eu não vi. Mas fiquei sabendo e, quando me contaram, até dei risada. Quando se critica você tem que procurar não fazer a mesma coisa', disse Rafael.

Em seu texto, Paulo André reproduziu suas palavras sobre Neymar, ditas há uma semana. 'Eu acho que ele (Neymar) realmente simula bastante durante o jogo, ponto. E que os árbitros vejam, estudem, porque todos têm acesso aos jogos. E quando isso acontecer, que seja punido, só isso'.

O zagueiro admitiu que houve um exagero na sua reação após o choque com Luís Fabiano, mas criticou a repercussão que sua atitude tomou entre os torcedores, principalmente os corintianos. 'O que me incomodou não foi o xingamento de santistas, são-paulinos e até de corintianos, mas sim de pessoas que disseram que se decepcionaram com a minha atitude ontem. A elas, peço minhas sinceras desculpas', escreveu.

O zagueiro notabilizado por escrever e falar bem, encerrou seu texto pedindo para que os torcedores revoltados emprestem um pouco dessa raiva nas eleições municipais deste ano. '...se não tiverem mais nada o que fazer da vida, cobrem os candidatos da próxima eleição pelas promessas que estão fazendo em suas campanhas eleitorais da mesma forma doentia com que me cobraram pela entrevista de segunda-feira', escreveu.

As informações são do iG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Jadson ganhou nova função em novo esquema tático de Fábio Carille no Corinthians

    Novo esquema tático de Carille transforma Jadson em arma letal do Corinthians; compare

    ver detalhes
  • Corre aí! Corinthians de Rodriguinho tem agenda cheia para esta semana

    Jogos em horários alternativos e primeiro clássico: a programação semanal do Corinthians

    ver detalhes
  • Emerson Sheik ainda terá ao menos uma semana de treinos no CT

    Preparador do Corinthians confirma Emerson Sheik fora do clássico no final de semana

    ver detalhes
  • Emprestado pelo Corinthians, Gustagol viveu mais um dia de gala no Cearense

    Com gol de bicicleta, atacante emprestado pelo Corinthians volta a brilhar no Fortaleza; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes