Após derrota, Tite admite que desentrosamento pesou

Após derrota, Tite admite que desentrosamento pesou

O técnico Tite admitiu que o fato de o Corinthians ter jogado com um time desfigurado, sem a presença de seis jogadores considerados titulares, acabou sendo decisivo para a derrota por 1 a 0 para o Figueirense, na noite da última quarta-feira, no Estádio Orlando Scarpelli, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador acabou optando por poupar Paulo André, Alessandro e Danilo, desgastados pela sequência de partidas, e ainda não pôde contar com Emerson, suspenso, Cássio e Paulinho, ambos convocados para defender a seleção brasileira.


'Faltou a conclusão, um jogador de lado oposto, a retomada de ritmo do Edenílson, a busca dos setores ao jogar com jogadores diferentes. E, mesmo treinando com estes jogadores, isso acabou definindo o resultado', afirmou o comandante, em entrevista coletiva, reconhecendo que a falta de entrosamento da equipe escalada em Florianópolis dificultou a vida do Corinthians.

O comandante, porém, negou que tenha poupado os jogadores de forma deliberada diante do Figueirense. Ele destacou que apenas atendeu recomendações dos médicos do clube, que alertaram sobre a possibilidade do aparecimento de lesões, e seguiu um planejamento traçado com antecedência.

'Temos três jogos em sete dias e isso já estava definido desde antes do jogo contra o Atlético-MG. Temos alguns atletas que estão na iminência, correndo risco forte de lesões, mas não acredito em poupar no futebol, acredito em fazer todo um grupo mobilizado, e algum jogador que estiver correndo risco o departamento médico tira, mas é claro que isso acaba tirando aquela coordenação (do time) que é natural', completou.

Já ao falar sobre a estreia de Guilherme como titular, o treinador revelou que o atleta sentiu o desgate por atuar durante os 90 minutos pela primeira vez com a camisa corintiana, em um jogo no qual precisou correr muito. O jogador acabou herdando a vaga de Paulinho e fez dupla de volantes com Ralf.

'Foi o primeiro jogo de Guilherme, deu cãibra nele, mas ele traz um outro componente ao time. O Paulo traz infiltração, e ele finaliza de média distância. Ele 'largou' uma finalização e o Wilson fez uma grande defesa. A equipe vai procurando se organizar... queria eu poder estalar dedo e botar a coordenação que os mesmos jogadores (titulares) têm', finalizou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Guilherme Siqueira foi contratado pelo Atlético de Madrid em 2014

    Ex-Atlético de Madrid, lateral ítalo-brasileiro é sondado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • O diário da invasão -  Cinco anos de um feito histórico

    [Rafael Castilho] O diário da invasão - Cinco anos de um feito histórico

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes