'Não vou parar de jogar após o meu contrato', diz Danilo

'Não vou parar de jogar após o meu contrato', diz Danilo

1.5 mil visualizações 3 comentários Comunicar erro

O meia Danilo, de 33 anos, avisou que não pretende se aposentar ao fim do contrato com o Corinthians. O acordo entre o jogador e o clube foi firmado na última quarta-feira e o vínculo foi estendido até julho de 2014.


'Nunca pode pensar em parar. Eu procuro pensar a cada dia, cada jogo, cada treino. Enquanto estiver me sentindo bem, vou jogar. Mas é preciso saber ter autocrítica e saber a hora de parar', disse o meia, que contou estar feliz com a renovação. 'Fico feliz de permanecer mais esse período. Eu me sinto em casa. As partes estavam querendo e, quando é assim, tende a definir mais rápido', contou.

Um dos grandes motivos para continuar no clube, além das boas atuações, é a oportunidade de conquistar pela segunda vez o Mundial de Clubes no Japão. Em 2005, Danilo foi campeão do torneio pelo São Paulo e depois atuou entre 2007 e 2009 pelo Kashima Antlers. Por causa dessa passagem, ele espera receber bastante carinho no Japão. 'Tenho muitas saudades de lá, onde deixei vários amigos. Espero que a torcida do Kashima ajude o Corinthians', afirmou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Contra o Fluminense, Leste Superior ficou longe de estar cheia. Oeste então...

    Corinthians tenta valorizar Fiel Torcedor, aumenta valor dos ingressos e público na Arena diminui

    ver detalhes
  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes
  • Técnico do Timão chega a São Paulo como líder isolado do Grupo 7 da Libertadores

    Torcedor pede Roger no Corinthians e Carille brinca: 'Já? Ele está gordo'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes