Caso o Corinthians ganhe a libertadores 2013 ou 2014, o mundial sera no marrocos

Caso o Corinthians ganhe a libertadores 2013 ou 2014, o mundial sera no marrocos

Corinthians defende o titulo da Libertadores em 2013

Corinthians defende o titulo da Libertadores em 2013

Foto: Renato Pizzutto

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou no sábado (17), após a reunião do Comitê Executivo da entidade, que o próximo Mundial de Clubes será disputado no Japão e que as duas edições seguintes (2013 e 2014) serão realizadas no Marrocos.

"O torneio voltará ao Japão no ano que vem, apesar de estarmos conversando com organizadores para que utilizem um dos estádios reconstruídos após o desastre de março (terremoto seguido de tsunami). O estádio de Sendai, por exemplo, foi restaurado, e nós gostaríamos que alguma partida fosse realizada lá. Quanto às edições de 2013 e 2014, tomamos a decisão de realizar no Marrocos. A Federação Marroquina de Futebol nos apresentou um plano, e espero que o torneio seja excelente em todos os sentidos: logístico, cultural e econômico", declarou o dirigente.

Além disso, Blatter quando questionado sobre os assuntos que tem a lamentar no ano de 2011, declarou que a decisão de anunciar duas sedes de Copas do Mundo simultaneamente "não foi a melhor nem a mais inteligente a ser tomada".

Fonte: portal2014

Veja Mais:

  • Jô voltou a deixar o dele nesta quinta-feira; centroavante já soma 12 gols no ano

    Corinthians volta a mostrar força na Arena, vence o Bahia e consolida liderança

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel anotou um dos gols da vitória do Timão sobre o Bahia

    Líder Corinthians abre nove pontos de 'gordura' no G6; veja a classificação

    ver detalhes
  • Confira os gols de gols Corinthians 3x0 Bahia

    VÍDEO: Confira os gols de Corinthians 3x0 Bahia

    ver detalhes
  • Correu pro abraço! Balbuena comemora segundo gol da vitória do Timão sobre o Bahia

    Balbuena brilha e é eleito o melhor em campo na vitória sobre Bahia; Gabriel decepciona

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes