Corinthians pede aval para vender produtos no Mundial

Corinthians pede aval para vender produtos no Mundial

Torcida do Corinthians no Japão vai poder comprar produtos do Corinthians

Torcida do Corinthians no Japão vai poder comprar produtos do Corinthians

O Corinthians pediu à Fifa para vender produtos e fazer projetos de marketing antes e durante o Mundial em dezembro. A intenção tem que ser oficializada porque a entidade tem regras rígidas de controle comercial sobre os torneios que organiza.

O principal interesse corintiano é ter uma ou mais lojas próximas, ou até dentro, dos estádios para a negociar produtos oficiais do clube. Normalmente, a Fifa administra essas lojas. O clube enviou para Zurique Bettina Carollo, gerente de negócios da ESM, empresa que administra parte dos projetos de marketing do Corinthians.

"Queremos, por exemplo, tentar criar mosaicos [torcedores segurando placas para formar a palavra "Timão" nos estádios. Isso requer planejamento, e precisamos saber com antecedência", disse Carollo.

Na apresentação dos times participantes do torneio, ontem, um mosaico escrito "Timão" apareceu no telão. "Adorei que apareceu ali, pode ser uma forma de convencê-los."

A Fifa informou que vai analisar o pedido de cada um dos clubes participantes. É de praxe, porém, que a comercialização e a realização do evento fique apenas com a entidade.

Os clubes têm direito a uma cota por participação, que aumenta com a colocação alcançada. O campeão, por exemplo, receberá US$ 5 milhões (R$ 10 milhões) e o vice US$ 4 milhões (R$ 8 milhões).

Surpresa

"A Fifa se surpreende porque não conhece o Corinthians. Se conhecesse, não ia se surpreender, mas [a Fifa] vai conhecer", disse o técnico Tite, hoje, quando instado a falar sobre a surpresa da entidade em relação à alta procura de ingressos para o Mundial.

Tite minimizou o sorteio que definiu as chaves da competição. "Não existe nenhuma definição, ninguém segura nada de maior facilidade ou dificuldade", disse. O time enfrenta o Sport, domingo à tarde, no Pacaembu.

Fonte: UmuaramaIlustrado

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes