Anúncios em metrô, rodovias e na Arena Corinthians são oferecidos para quem bancar gasto

Anúncios em metrô, rodovias e na Arena Corinthians são oferecidos para quem bancar gasto

Obras da Arena Corinthians está mais de 50% concluída

Obras da Arena Corinthians está mais de 50% concluída

Foto: Divulgação / Odebrecht

Governo do Estado e Corinthians oferecem a patrocinadores espaço na Arena Corinthians, no metrô, em estações de trem e até em rodovias para quem bancar gastos com a abertura da Copa de 2014.

A publicidade na arena pode ser explorada desde a sua inauguração até ela ser entregue à Fifa, em abril de 2014. Os gastos são estimados em R$ 70 milhões.

Se nada disso funcionar, cada parte vai arcar com suas responsabilidades, previstas em contrato. O Estado, nesse caso, bancaria cerca de 20 mil assentos provisórios. O governo nega ter desistido de fazer o pagamento, contrariando informação publicada hoje no jornal “O Estado de S.Paulo”. Sustenta que a prioridade, no entanto, é encontrar patrocinadores.

Sem patrocínio, Prefeitura e Corinthians ficariam com o restante da conta, que inclui uma série de gastos com estruturas necessárias somente para a abertura, como bancadas extras para jornalistas. O orçamento final não está pronto.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Rodriguinho e Fagner podem se juntar a Uendel, que deixou o Parque São Jorge recentemente

    De novo!? Diretoria do Corinthians teme perder Fagner e Rodriguinho nesta janela

    ver detalhes
  • Tite voltará à Arena Corinthians - desta vez, pela Seleção Brasileira

    CBF confirma Arena Corinthians como palco de jogo da Seleção de Tite em 2017

    ver detalhes
  • 650 mil mensais é a pedida de Jadson para voltar ao Corinthians

    Empresários de Jadson fazem pedida considerada surreal pela diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians chega ao máximo por valores de Drogba, que tem prazo para definição; veja detalhes sobre o caso

    [Teleco] Corinthians chega ao máximo por valores de Drogba, que tem prazo para definição; veja detalhes sobre o caso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes