Romarinho faz 2, Corinthians bate Sport e ajuda

Romarinho faz 2, Corinthians bate Sport e ajuda

Fora da disputa pelo título do Campeonato Brasileiro e claramente tendo como objetivo somente a disputa do Mundial de Clubes, em dezembro, o Corinthians comprovou que será fundamental no futuro da competição. Na tarde deste domingo, o beneficiado pelo time do Parque São Jorge acabou sendo o Palmeiras. Com dois gols de Romarinho, a equipe comandada por Tite derrotou o Sport, rival pelo placar de 3 a 0, adversário do arquirrival corintiano na briga pelo rebaixamento, e alcançou o quinto jogo de invencibilidade na elite do futebol nacional.
Com três vitórias e dois empates nos últimos cinco jogos, o Corinthians caminha tranquilo para permanecer na zona intermediária da classificação. A equipe alvinegra chegou aos 39 pontos e subiu para a oitava posição, ultrapassando o Cruzeiro. Já o Sport, estacionado com 27 na 17ª posição, viu o Palmeiras encostar. Por conta do triunfo do último sábado contra a Ponte, o time de Palestra Itália chegou aos 26 e embalou na briga contra o rebaixamento.

Como de costume nas partidas no Estádio do Pacaembu, o Corinthians armou uma grande blitz para acuar o Sport no campo defensivo. Posicionado de maneira ofensiva e agressiva, o time do Parque São Jorge ficou próximo de abrir o placar logo aos 4min. Em um contra-ataque bem armado, Romarinho recebeu na ponta direita, invadiu a área e cruzou rasteiro. Para frustração do público, o toque foi forçado demais para a chegada de Douglas.

As boas chances criadas pelo Corinthians não intimidaram o Sport. Contando com nomes experientes como Hugo, Magrão e Cicinho, a equipe pernambucana esperou o adversário diminuir o ritmo para aos poucos equilibrar o duelo. Com a marcação reforçada sob o meia Douglas, o time visitante, que pouco chegou à meta de Cássio, conseguiu evitar uma pressão ainda maior do clube do Parque São Jorge na tarde deste domingo.

Mesmo longe das melhores apresentações da temporada, o Corinthians ultrapassava a forte marcação do Sport. Antes do intervalo, o time comandado por Tite ficou muito próximo de abrir o placar com o peruano Paolo Guerrero. Aos 37min, o centroavante corintiano dominou dentro da área e arrematou sem muita força. A precisão do chute, contudo, obrigou Magrão a se esticar todo para evitar uma desvantagem para o intervalo.

Apesar das chances criadas, os próprios jogadores do Corinthians admitiram que o desempenho durante a primeira etapa havia sido aquém do esperado. Tite também não se mostrou satisfeito, e o time se comportou de maneira diferente na segunda etapa. Mais paciente no ataque, a equipe alvinegra abriu o placar aos 9min. Após bela triangulação, Alessandro achou Paulinho infiltrando na grande área. O volante, com categoria, tocou na saída de Magrão e marcou o primeiro.
O gol assinalado pelo camisa 8 tornou o Corinthians uma equipe ainda mais solta dentro do gramado. Com os espaços cedidos pelo Sport, que, pela desvantagem, obrigatoriamente saiu mais para o ataque, a equipe do Parque São Jorge encontrou facilidade para chegar à meta pernambucana. Magrão, por pelo menos duas vezes, evitou a dilatação do marcador.

Fonte: terra.com.br

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes