Ausência de Real ou Barça aumenta as chances do Corinthians no Mundial

Ausência de Real ou Barça aumenta as chances do Corinthians no Mundial

5.7 mil visualizações 35 comentários Comunicar erro

Chelsea é time mais tático, exatamente como o Corinthians

Chelsea é time mais tático, exatamente como o Corinthians

Foto: AFP

O Corinthians tem muitas chances de conquistar o título do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. A opinião é de Muricy Ramalho, técnico do Santos e atual vice-campeão do torneio. Na final de 2011, seu time foi goleado por 4 a 0 pelo Barcelona, com show de Messi e companhia. A ausência do clube catalão e do Real Madrid no Mundial é o grande trunfo do Timão para tentar o bicampeonato, na opinião do treinador.

Chelsea, campeão europeu após derrotar o Bayern de Munique nos pênaltis, surge como principal favorito ao lado do Corinthians. Desde 2005, quando o Mundial passou a ser disputado neste formato, só em 2010 a final não foi disputada pelos campeões da Liga dos Campeões e da Libertadores. Na ocasião, o Mazembe derrotou o Internacional na semifinal, e depois perdeu para a Internazionale na decisão.

Para Muricy, enquanto o Barcelona tem Messi e o Real Madrid Cristiano Ronaldo, o Chelsea não tem nenhum jogador realmente diferente, o que deve equilibrar o provável confronto.

"A chance do Corinthians começou quando Barcelona e Real Madrid não chegaram à final da Liga dos Campeões. Se um dos dois fosse ao Mundial, seria mais complicado porque são, realmente, os melhores do mundo. O time alemão e, principalmente, o inglês são muito parecidos com o Corinthians. O Chelsea é um time tático, apesar de ter poucos ingleses. O jogo passa a ser igual".
O técnico aproveitou para criticar o calendário do futebol brasileiro, que não permite aos clubes, por exemplo, realizar parte da pré-temporada ou amistosos no exterior. Sem intercâmbio, ele admitiu que os jogadores do Santos se encantaram com os adversários do Barcelona na final do Mundial, e isso também prejudicou o desempenho dos brasileiros.

Apesar de apostar numa final entre Corinthians e Chelsea, se pudesse dar um alerta ao Corinthians, Muricy diria para ter cuidado com o time japonês. Na semifinal, a equipe comandada por Tite vai enfrentar o vencedor do duelo entre os campeões do Japão e da África, ambos ainda indefinidos. No ano passado, o Santos sofreu, mas derrotou o Kashiwa Reysol por 3 a 1 antes de encarar o Barça na decisão.

"Tem que ganhar do time japonês, que não é fácil. Se eu pudesse dar uma dica, seria para pensar no primeiro jogo. Se chegar lá pensando no Chelsea, pode cair".

Fonte: Goal.com

Veja Mais:

  • Balbuena segue sem estender vínculo com o Corinthians

    Corinthians aciona Vampeta para tentar ajudar na renovação de Balbuena; clube se pronuncia

    ver detalhes
  • Vilson está afastado dos gramados desde março de 2017, quando passou por cirurgia

    Corinthians paga R$ 60 mil por atraso de 13 meses e quita dívida pela contratação de Vilson

    ver detalhes
  • Timão recebe o arquirrival Palmeiras na Arena neste sábado

    Torcida garante 33 mil ingressos para primeiro Dérbi de 2018; venda física começa nesta quarta

    ver detalhes
  • Ralf foi apresentado pelo Corinthians no início da tarde desta terça-feira, no CT

    Apresentado, Ralf fala em 'momento de Gabriel', mas avisa: 'Vou buscar meu espaço'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes