Sheik celebra preparação para o Mundial

Sheik celebra preparação para o Mundial

Tudo que Emerson Sheik faz ganha proporções maiores. Um atraso, um drible, uma suspensão e um gol. E ele não cansa de fazer tudo isso. O lado positivo é que dentro de campo ele resolve. De volta ao time após cumprir cinco partidas de gancho, ele brilhou, fez gols e saiu como herói.

'Me divirto com isso e ainda ganho dinheiro com isso (futebol). Eu me considero o cara mais feliz do mundo, faço o que gosto, estou num lugar que amo. É um momento único da minha vida pessoal e carreira', afirmou o atacante.

Durante a semana, Emerson viveu uma polêmica. No treino de segunda-feira, o atacante perdeu 40 minutos da atividade por causa de uma reunião com a diretoria. Especulações apontaram que o jogador teria se atrasado e recebido uma dura de Duílio Monteiro Alves, diretor adjunto.

'Não foi atraso, eu estava lá bonitinho. Foi uma reunião com o Duílio pela folga que tive, pelo retorno. Outros atletas vão ter folga e vai existir essa conversa. Calhou de me pegar no início do treino, se estendeu um pouco mais. O Tite entendeu, treinei. Eu estava lá', explicou o camisa 11.

Com o gol de ontem, Emerson se isola como artilheiro do Corinthians na temporada. São 12 bolas na rede. Como a meta traçada por Tite no Campeonato Brasileiro está próxima - faltam apenas três pontos para chegar aos 45 e afastar qualquer risco de rebaixamento, o foco já está no Mundial. Suspenso nas últimas cinco rodadas, o atacante já aproveitou os dias de folga e iniciou sua preparação física para competição no Japão.

'Fiquei duas semanas descansando, peguei uma boa preparação. Estou contente com a vitória. O foco realmente é o Mundial, começamos a nos aproximar da zona de segurança e isso era importante', disse Sheik, que tentou uma dancinha na comemoração do gol. 'Quero pedir desculpa para o meu amigo Naldo (MC Naldinho). Não sei dançar direito.'

Tite promove duas estreias, mas deixa Zizao só no banco
Sem muitas opções no setor ofensivo, Tite relacionou o chinês Zizao para o banco de reservas. No entanto, o técnico preferiu promover apenas as estreias de Chiquinho e Anderson Polga. 'A estreia dele (Zizao) passou da curiosidade para o apelo. Talvez seria o momento em um jogo de menor envergadura. O treinamento dele foi melhor que o Adilson por isso ficou no banco', disse o técnico Tite, antes da bola rolar.



Reportagem de Felipe Piccoli e André Pires

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes