Anderson sobra 2kg na pesagem e gringos sofrem com 'Uh, vai morrer' antes do UFC

Anderson sobra 2kg na pesagem e gringos sofrem com 'Uh, vai morrer' antes do UFC

A apenas um dia do UFC Rio 3, que acontece neste sábado, tudo está pronto para o prometido show das estrelas brasileiras Anderson Silva e Rodrigo Minotauro. Nesta sexta, todos os lutadores passaram pela balança com sucesso, em um evento marcado pelo costumeiro calor da torcida e pelas sobras de Anderson Silva, com quase dois quilos a menos que o permitido para este combate contra Stephan Bonnar, no meio-pesado.

O Spider ficou com cerca de 91,6kg, sendo que podia ter se pesado até 93kg. Ele é campeão dos médios, até 84 kg, mas como aceitou o combate no Rio com curto prazo para a preparação, assumiu um compromisso na divisão de cima, na qual já teve duas vitórias no passado.
O público carioca aproveitou o feriado de Nossa Senhora Aparecida e não ligou para a chuva, mais uma vez enchendo o espaço reservado para os fãs na pesagem do UFC e fazendo muito barulho para os lutadores da casa e colocando pressão nos gringos, numa amostra do que acontecerá na hora da ação.

As manifestações mais exaltadas foram para Anderson Silva e, até mais, para o veterano Rodrigo Minotauro. Ele encara Dave Herman, dos EUA, que ouviu gritos de “Uh, vai morrer”, enquanto o baiano foi ovacionado ao som de “É Minotauro!”. Apesar das provocações entre eles, o clima não esquentou no cara a cara.

Stephan Bonnar, sempre carismático, colocou as mãos nos ouvidos, pedindo vaias e foi respondido, mas mostrou não se importar e não fez promessas: “não vou fazer nada diferente do que já fiz no octógono”.
Anderson, sorridente, também sentiu o carinho da torcida e repetiu seu discurso: “esta luta é uma retribuição aos brasileiros depois de eu enfrentar Sonnen nos Estados Unidos. Espero que seja um grande combate para vocês.”

A primeira encarada da noite já foi uma das mais tensas, com o brasileiro Cristiano Marcello e o sueco Reza Madadi, do peso leve, tendo de ser separados por Dana White. Eles já chegaram à balança se provocando, e o brasileiro fez gestos de que o rival não cheira bem, deixando no ar a chance de uma guerra no sábado.

Entre encarados cordiais e alguns “olhos nos olhos” mais sérios, os outros lutadores bateram o peso com certa tranquilidade, como Demian Maia – ex-peso médio e em sua segunda luta no meio-médio -, os campeões do TUF Rony Jason e Diego Brandão e Massaranduba, que foi médio no TUF Brasil e desceu para os leves, uma diferença de 14kg para este combate.

Rony Jason inovou com um presente para o rival Sam Sicilia. Talvez pelo espírito de dia das crianças, o norte-americano foi presenteado com um estilingue e sorriu com a surpresa.

Wagner Caldeirão usou seu humor. Como ele enfrentou Phil Davis recentemente e a luta ficou sem resultado por uma dedada no olho, na hora da pesagem ele colocou a mão em frente aos olhos, brincando com a situação.

Depois de várias alterações no card, devido a lesões de Erik Koch, do campeão dos penas José Aldo e do veterano Rampage Jackson, o UFC Rio sofreu uma grande reformulação no card e acabou trazendo Anderson Silva para mais um combate em casa, desta vez fora da categoria em que detém o cinturão. Ele encara o meio-pesado Stephan Bonnar.

Já Minotauro retorna após dez meses de recuperação, já que teve o braço fraturado em seu último combate, quando perdeu para Frank Mir. Ele encara o norte-americano Dave Herman. Erick Silva, Glover Teixeira e Demian Maia são outras estrelas que prometem show neste sábado.

O UFC 153 está marcado para começar às 20h (de Brasília), com o card preliminar. O card principal acontece às 23h. O canal Combate transmite toda a programação, enquanto a Globo passa as principais lutas, às 0h40.

Confira a programação completa:

Card principal
Meio-pesado: Anderson Silva (BRA) x Stephan Bonnar (EUA)
Pesado: Rodrigo Minotauro (BRA) x Dave Herman (EUA)
Meio-pesado: Glover Teixeira (BRA) x Fábio Maldonado (BRA)
Meio-médio: Jon Fitch (EUA) x Erick Silva (BRA)
Meio-pesado: Phil Davis (EUA) x Wagner Prado (BRA)
Meio-médio: Demian Maia (BRA) x Rick Story (EUA)

Card preliminar
Pena: Rony Jason (BRA) x Sam Sicilia (EUA)
Leve: Gleison Tibau (BRA) x Francisco Massaranduba (BRA)
Pena: Diego Brandão (BRA) x Joey Gambino (EUA)
Meio-médio: Serginho Moraes (BRA) x Reneé Forte (BRA)
Médio: Luiz Cané (BRA) x Chris Camozzi (EUA)
Leve: Cristiano Marcello (BRA) x Reza Madadi (SUE)

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Alan Mineiro gostaria de permanecer no Corinthians, mas não está nos planos do clube

    Alan Mineiro deve ser vendido pelo Corinthians e disputar a Série B em 2017

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes
  • Diversos torcedores não conseguiram efetuar a troca de ingressos

    Com fila absurda e nova confusão, torcida do Corinthians esgota ingressos para final da LNF

    ver detalhes
  • Oswaldo negou que seus treinos sejam repetitivos

    Oswaldo volta a sinalizar escalação do Corinthians em coletivo e explica semana de treinos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes