Assunto 'Mundial de Clubes' começa a esquentar no Corinthians

Assunto 'Mundial de Clubes' começa a esquentar no Corinthians

935 visualizações 5 comentários Comunicar erro

Hora de trabalhar pensando no Mundial está chegando

Hora de trabalhar pensando no Mundial está chegando

Foto: Reginaldo Castro / Agência O Dia

Está chegando a hora de o Corinthians deixar o Brasileiro para segundo plano e começar a trabalhar firme para o Mundial de Clubes, em dezembro, no Japão. A meta dos 45 pontos para evitar riscos de rebaixamento está próxima, uma vez que o Timão soma 43 pontos, o que deixa o técnico Tite tranquilo para pensar na grande ambição do clube para este ano.

A partir da semana que vem o treinador começa a receber informações sobre os adversários que terá pela frente no Mundial.

'Não vi nada ainda, mas, na semana que vem, vou acompanhar todos os clubes', argumenta Tite. Desde o término da Libertadores, o trabalho de observação dos rivais do Mundial passou a ser exercido pelos auxiliares diretos do técnico: Cleber Xavier, Geraldo Delamore e Fábio Carille, além do olheiro Mauro Silva e do gerente de futebol, Edu Gaspar.

O Corinthians tem três possibilidades de cruzamento na estreia do Mundial: o Auckland City (neozelandês que representa a Oceania), o campeão japonês (que ainda não foi conhecido) e o representante africano (também indefinido).

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Maioria dos titulares de Loss já completou sétimo jogo no BR; Cássio e Fagner, sequer seis

    Doze corinthianos já completaram sete jogos no Brasileirão; veja quem ainda pode se transferir

    ver detalhes
  • Corinthians e São José se enfrentam na noite desta quarta-feira

    Fora de casa? Sem problema! Final da Liga Ouro tem transmissão na TV nesta quarta-feira

    ver detalhes
  • Caetano tem 18 anos e estava no Botafogo

    Corinthians acerta contratação de zagueiro indicado por Barroca, técnico do Sub-20

    ver detalhes
  • Léo Jabá tem contrato de cinco temporadas com o FC Akhmat Grozny

    Jabá encaminha transferência à Grécia, e Corinthians pode ganhar mais de R$ 4 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes