MMA - Técnico de Anderson Silva garante que já começou a estudar GSP

MMA - Técnico de Anderson Silva garante que já começou a estudar GSP

Enquanto o presidente do UFC ainda sonha com o duelo entre Anderson Silva e Jon Jones , o brasileiro está mesmo com toda a atenção voltada para o canadense Georges St-Pierre. O técnico de jiu-jitsu do Aranha revelou que já começou a analisar o estilo do campeão dos meio-médios para um possível confronto no ano que vem.

“Sempre que um adversário é cogitado, nós começamos a estudá-lo. Com certeza, já vimos o GSP. É um atleta mais leve que o Anderson e temos que usar isso a nosso favor. Principalmente se for para o chão. Precisamos ver a melhor forma de o Anderson manter o domínio. O alcance maior também será fundamental”, comentou o treinador ao iG .

Logo após a vitória sobre Stephan Bonnar no UFC Rio do último sábado, o Aranha deixou claro que não pensa em nenhum outro rival além de GSP para seu próximo combate. O duelo aconteceria em 2013, em um estádio nos Estados Unidos .

Mas antes o canadense será obrigado a passar pelo campeão interino, Carlos Condit, em novembro. “Mesmo que ele perca, é ele quem eu quero enfrentar. O Jon Jones é muito grande, com o GSP eu vou apanhar um pouco menos”, brincou Anderson após a vitória no UFC Rio.

Caso o brasileiro enfrente Georges-St-Pierre, ele realmente teria amplas vantagens físicas, como citou Ramon Lemos. Além de ser uma categoria acima, Anderson Silva possui 1,88m contra 1,78m de GSP e um alcance 4cm superior.

Anderson ainda tem recordes para quebrar

Lutando entre os meio-pesados (fora da sua categoria, a dos médios), Anderson Silva precisou de apenas quatro minutos para vencer Stephan Bonnar na madrugada do último domingo, no UFC 153, no Rio de Janeiro (no vídeo abaixo, os melhores momentos da noite).

Pouca gente percebeu, mas o show do campeão (na galeria acima, fotos exclusivas do evento) significou mais uma façanha em sua trajetória cheia de marcas impressionantes: o Spider bateu o recorde de nocautes do UFC.

O brasileiro agora tem onze vitórias desse tipo, uma a mais que o americano Chuck Liddell, e ainda tem duas lutas garantidas em contrato para tentar melhorar essa marca. Anderson Silva é dono de outros recordes no torneio, como o de maior número de defesas de cinturão e de lutas como campeão. Quem acha que Anderson não tem mais objetivos no horizonte, porém, está enganado. Ainda existem algumas marcas que o campeão dos médios ainda não conseguiu bater.

A última luta

Em menos de cinco minutos, Stephan Bonnar sentiu um sabor amargo que ainda não tinha experimentado em 14 lutas no UFC. Sem saber o que era ser nocauteado ou finalizado, o americano finalmente foi "apresentado" por Anderson Silva a uma derrota sem ser por pontos.

O maior lutador de MMA do mundo teve novamente uma atuação impecável e brindou o público que lotou a Arena da Barra com um show, que culminou com mais uma vitória - a 17ª seguida, sendo 16 pelo UFC, e a 33ª da carreira - contra um rival conhecido como "Psicopata Americano", pela forma aguerrida com que sempre enfrentou seus adversários.

Com uma linda joelhada, seguida de alguns socos, aos 4m40s do primeiro round, o Spider obrigou o árbitro a encerrar o combate, decretando o fim da luta, para delírio dos fãs, que gritavam o seu nome e festejavam mais uma vitória do fenômeno brasiileiro, desta vez pela categoria meio-pesado, uma acima da dos médios, na qual Anderson reina absoluto desde 2006, com dez defesas de cinturão - recorde do UFC.

- Eu não sou o melhor não, mas sou o capaz de fazer o que muitas pessoas não acreditam. Team Nogueira! Lutei nessa categoria só hoje para salvar o evento. Minha categoria é 84 (kg) e é nela que vou me manter - disse o Spider após a luta.

A luta

No primeiro round, Bonnar seguiu a linha de Chael Sonnen dentro do octógono, pressionando Anderson contra a grade e tentando a queda, mas sem ter sucesso. O americano soltava golpes, mas se desgastava, e o Spider quase surpreendeu derrubando seu oponente. O brasileiro se livrou da pressão do Psicopata Americano, mas voltou e encostou na grade como forma de provocar. Parecia que o Spider não queria lutar, só se esquivando. Mas a genialidade apareceu quando ele quis. Uma joelhada devastadora em Bonnar, que caiu. Mais alguns socos e fim de luta. Mais uma vitória para a conta.

Fonte: Pontagrossa.com

Veja Mais:

  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes