Presidente do Timão ameniza pressão por Mundial

Presidente do Timão ameniza pressão por Mundial

A enorme obsessão da conquista do Mundial de Clubes de Tite, jogadores e, sobretudo, dos torcedores não é a mesma do presidente Mário Gobbi. De forma inteligente, assim como fez na campanha da inédita conquista da Libertadores, o mandatário alvinegro minimiza uma eventual derrota no torneio do Japão, em dezembro, e garante que nada apagará o ano brilhante do Corinthians em 2012.

'Quero dizer que ganhar o Mundial, ou perder, não vai macular em nada o ano maravilhoso e único na história do clube que tivemos em 2012. E também não vai tornar o Corinthians maior ou menor. O Corinthians é um gigante independentemente de ganhar títulos ou não. Só de disputar o Mundial já é uma conquista inesquecível', disse Gobbi, em um evento na Fazenda do Carmo, Zona Leste de São Paulo, no qual o clube apoiou o plantio de 20 mil árvores em memória às vítimas do terremoto e tsunami, que assolaram o nordeste japonês em 2011.

'A expectativa é de orgulho, de honra e que o Corinthians consiga ir ao Campeonato e desenvolver todo o seu potencial. E ter êxito naquilo que queremos', emendou o presidente.

Mesmo com foco voltado para a disputa do Mundial, a diretoria e Gobbi encontraram tempo para traçar todo o planejamento para 2013.

'Independentemente do resultado do Japão, o Corinthians de 2013 está totalmente planejado. Vamos elaborar cada etapa na sua hora certa', explicou Gobbi, que foge do tema contratações para não desviar a atenção da disputa no Japão.

'O que a comissão técnica pedir, a diretoria fará. Atualmente, estamos muito voltados ao Mundial. Tudo tem a sua hora. A hora hoje é de focar e preparar, o Corinthians tem um grupo com muito orgulho dele. Mas o momento não é de contratação', finalizou.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes