Di Matteo mostra conhecer futebol brasileiro e diz que Chelsea quer Mundial

Di Matteo mostra conhecer futebol brasileiro e diz que Chelsea quer Mundial

Se o Corinthians aposta num desinteresse do Chelsea pelo Mundial de Clubes, pode rever os seus conceitos. O técnico do time inglês, o italiano Roberto Di Matteo, disse hoje em entrevista coletiva que deseja vencer o torneio que será disputado no Japão para coroar uma trajetória iniciada com a conquista da Champions League.

- Nos importamos muito com essa competição, sim. Ainda temos seis semanas pela frente e não falamos muito sobre isso, mas nosso planejamento e organização são para estarmos bem quando chegarmos ao Japão. É uma oportunidade única em nossas vidas, trata-se de um processo longo. Temos que nos preparar, vencer a Champions League e só depois ter essa chance de disputar o Mundial.

Em seguida, o italiano demonstrou conhecimento sobre a situação atual do futebol brasileiro e deu uma pincelada sobre o Corinthians:

- O Corinthians é um time muito forte. A liga brasileira em si tem melhorado e se tornado mais forte a cada ano. Acredito que isso tem muito a ver com a economia, que cresceu bastante nos últimos cinco, seis anos. Assim, os clubes podem segurar grandes jogadores, e eles não vêm tão rápido para o exterior como antes. Não tenho dúvidas de que os clubes brasileiros estão mais fortes do que no passado.

Fonte: Sambafoot

Veja Mais:

  • Lucca jogou emprestado à Ponte Preta em 2017

    Proposta curiosa do Cruzeiro pode colocar atacante do Corinthians no São Paulo; entenda

    ver detalhes
  • Rodriguinho está na mira dos chineses

    Chineses intensificam sondagens, e Rodriguinho pode deixar Corinthians no início de 2018

    ver detalhes
  • SAUDAÇÕES CORINTHIANAS #16 | 7 zagueiros para 2018

    VÍDEO: SAUDAÇÕES CORINTHIANAS #16 | 7 zagueiros para 2018

    ver detalhes
  • Oposicionista deve oficializar sua candidatura em breve

    Com diretores atuais como vice, Paulo Garcia se lança como candidato à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes