Presidente acredita em reedição da Invasão corintiana no Japão

Presidente acredita em reedição da Invasão corintiana no Japão

1.9 mil visualizações 7 comentários Comunicar erro

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, traça um comparativo e acredita que acontecerá, no Japão, durante o Mundial de Clubes da Fifa, uma reedição da Invasão corintiana, ocorrida no dia 5 de dezembro de 1976, quando aproximadamente 70 mil corintianos assistiram à semifinal do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense, no Maracanã, no Rio.

'Temos muitos torcedores que moram no Japão e, com um grande número de corinthianos que mora no Brasil e vai atravessar o mundo, acredito que 15 mil fiéis farão mais uma Invasão Corintiana. Desta vez, com milhares de quilômetros a mais', disse o mandatário, em entrevista ao site oficial do clube.

A estreia do Corinthians no Japão será no dia 12 de dezembro, ainda com adversário indefinido, válido pela semifinal do Mundial de clubes, na cidade de Toyota. Se avançar de fase, o Timão fará a decisão da competição contra o Monterrey ou o Chelsea, no dia 16 de dezembro, em Yokohama.

Gobbi, por fim, faz um convite e uma previsão aos seus torcedores.

'Convido a todos a estarem com o Corinthians, pois, além de buscar mais um título mundial, a Fiel vai transformar o Japão. O país é um antes da competição e, após a passagem do Corinthians, será outro', explicou.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Top fregueses do Corinthians | #43

    VÍDEO: Top fregueses do Corinthians | #43

    ver detalhes
  • Roger foi apresentado como novo centroavante do Corinthians nesta sexta-feira

    Roger é apresentado no Corinthians e lembra de passado torcedor na cidade de Campinas

    ver detalhes
  • Recém-chegado, Roger participou do treino do Corinthians nesta sexta-feira

    Volta de emprestado, presidente na área e Roger em campo... a sexta-feira do Corinthians

    ver detalhes
  • Sheik não enfrenta Paraná Clube neste domingo

    Sem Roger nem Sheik: Carille relaciona 22 para jogo contra Paraná

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes