Resta somente um mês para os atacantes cravarem espaço na 'guerra' por uma vaga no Mundial

Resta somente um mês para os atacantes cravarem espaço na 'guerra' por uma vaga no Mundial

A cada dia que passa o Mundial de Clubes se aproxima e o tempo para os jogadores cravarem seus espaços, na acirrada disputa por uma vaga no time titular, diminui. Nesta segunda-feira, restará exatamente um mês, e mais três jogos no Brasileirão, até a estreia do Corinthians no torneio do Japão, que acontecerá pela semifinal no dia 12 de dezembro, na cidade de Toyota.

A briga por uma vaga é maior, sobretudo, no setor de ataque, no qual Tite já deixou claro que tem dúvidas para armar sua equipe para a competição mundial. E, de forma inteligente, o técnico alvinegro fomenta a disputa até o fim para motivar e deixar todos seus jogadores em um forte ritmo para a disputa.

'É briga. É guerra para ser titular. Poderia ser muito mais cômodo eu não comentar, deixar apenas 11 titulares, não mudar no treinamento. Mas não, é cobrança, é intensidade nos jogos-treinos. Não pode ter acomodação, o futebol não é assim', disse Tite, que viu, na goleada por 5 a 1 sobre o Coritiba, seu ataque corresponder com a entrada de Guerrero - autor de um gol na noite do último sábado, no Pacaembu.

Com ou sem centroavante na equipe, Tite sabem que tem um grande (e bom) problema para resolver.

'São 15 titulares. O campo fala isso. É um pepino para descascar (risos). O lado humano fica chateado, e o coração fica apertado por ter de escolher só 11', disse o técnico, que deseja ver, assim como tem sido, uma briga sadia entre seus atletas.

'Tem que ter a lealdade entre os atletas e a competição entre si, colocar o objetivo do Corinthians acima do individual', emendou.

Por fim, o meia Douglas retrata o que os jogadores tem que fazer para se firmarem na equipe e ainda lembra que existem jogadores lesionados na briga - Emerson se recupera de lesão no joelho direito e deve retornar contra o Internacional, dia 18, no Beira-Rio.

'Tem jogador fora ainda que está com lesão. Tem que mostrar dentro de campo e nos treinos, porque ele (Tite) deixou claro que quem estiver bem vai jogar. Temos que nos superar a cada dia para seguir no time', finalizou o meia Douglas, titular absolusto desde a conquista da Taça Libertadores.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes