Promessas da base assumem a responsabilidade na crise do Palmeiras

Promessas da base assumem a responsabilidade na crise do Palmeiras

Na hora da verdade do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, a responsabilidade não está caindo nos pés de Valdivia, Daniel Carvalho e outras estrelas do elenco alviverde. A pressão está nas costas de garotos revelados no clube. Nas últimas rodadas, o volante João Denoni e o meia Patrick Vieira se firmaram como titulares. Machucados, os garotos abriram espaço para outras promessas do clube. Contra o Flamengo, o lateral Bruno Vieira e os meias Diego Souza e Bruno Dybal devem ficar no banco de reservas.

'Já era um sonho meu estar no profissional. Sempre me esforcei muito na base e não via a hora de subir. Se eu tiver a oportunidade, vou dar a minha vida em campo', afirmou Bruno Dybal, 18 anos, visto como a grande aposta das categorias de base do Palmeiras.

Relacionado pela primeira vez, o meia terá a companhia de Diego Souza, que foi um dos destaques do clube na disputa da Copa São Paulo deste ano. 'Esperava por essa chance no time principal há algum tempo e fiquei emocionado quando soube que iria viajar com o grupo', afirmou o jovem de 19 anos.

No caso de Bruno Vieira, o lateral já foi relacionado quatro vezes para partidas do time profissional, mas foi cortado do banco. O jogador sempre foi muito elogiado por Luis Felipe Scolari, mas a oportunidade deve surgir agora com Gilson Kleina, que abriu mais espaço para os garotos.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes