Antes de 'Sheik', Emerson já foi o 'Imperador Japonês'

Antes de 'Sheik', Emerson já foi o 'Imperador Japonês'

Jogar no Japão não será novidade para Emerson. Antes mesmo de ganhar status de "Sheik" com as passagens destacadas pelo Al-Sadd, do Catar, o atacante já fazia grande sucesso entre os nipônicos. O autor dos dois gols do Corinthians no jogo decisivo da Copa Libertadores da América voltará ao Oriente para disputar o Mundial de Clubes com a confiança de quem passou cinco temporadas em clubes japoneses.

Jogar no Japão não será novidade para Emerson. Antes mesmo de ganhar status de "Sheik" com as passagens destacadas pelo Al-Sadd, do Catar, o atacante já fazia grande sucesso entre os nipônicos. O autor dos dois gols do Corinthians no jogo decisivo da Copa Libertadores da América voltará ao Oriente para disputar o Mundial de Clubes com a confiança de quem passou cinco temporadas em clubes japoneses.

Emerson chegou ao Japão em 2000, após ter sido revelado pelo São Paulo. O jogador logo chamou a atenção do público asiático com a irreverência e o bom futebol característicos. Era ainda mais rápido ao envolver as defesas adversárias. Tinha 21 anos quando foi contratado pelo Consadole Sapporo - ou 19, já que o seu delito de adulteração de idade ainda não havia sido descoberto. Defendeu também o Kawasaki Frontale e, por quatro anos, o Urawa Red Dimonds ("o Corinthians japonês", segundo seus amigos).

"A torcida do Urawa é linda. Fui feliz lá. Eu me identifiquei muito com o clube", recordou Emerson, que certamente será bem acolhido no retorno ao Japão. "Fico muito contente com o carinho deles. Os corintianos também poderão curtir a viagem à vontade, pois é um país maravilhoso, com um povo educado. Vale a pena conhecer. Espero que a gente possa retribuir jogando bem e conquistando o título", acrescentou o atacante.

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes