Corinthians anuncia o maior patrocínio master do Brasil com a Caixa

Corinthians anuncia o maior patrocínio master do Brasil com a Caixa

O maior patrocínio master de um clube brasileiro. Por conta dessa qualidade o Corinthians, na voz do presidente Mário Gobbi, estufou o peito para anunciar, na manhã desta terça-feira, o acordo com a Caixa Econômica Federal, que estampará sua marca até o fim de 2013 na camisa corintiana, com direito de renovação por mais uma temporada. O valor do negócio ficou em R$ 31 milhões anuais e mais R$ 1 milhão até o fim de 2012.

'Eu não ia vender a camisa do Corinthians por um preço vil, por isso, ficamos oito meses sem patrocínio. Arriscamos até o fim e vencemos. Quanto custa colocar a marca na camisa do Corinthians? Quanto custa? É um valor inestimável. É um dos maiores cartazes de propaganda do Brasil. E arrumar um contrato como esse que fizemos demora um tempo. Estamos felizes e honrados com esse grande contrato, o maior do Brasil', disse Gobbi, em evento no Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu.

Além do presidente corintiano, estiveram presentes na cerimônia, onde também foi apresentada a nova camisa do clube, o vice-presidente Luis Paulo Rosenberg e diretor de marketing do clube, Ivan Marques. O vice de finanças e mercado, Marcio Percival, o diretor de publicidade, Clauir Santos, e o vice-presidente de distribuição, atendimento e negócios da Caixa,José Henrique Marques da Cruz, representaram a Caixa.

O Corinthians estava sem patrocínio master desde abril deste ano, logo depois do Campeonato Paulista. Durante o período, o clube fez ações pontuais com empresas, sobretudo para a disputa da fase final da Taça Libertadores. Em uma delas, não recebeu R$ 900 mil da empresa 'A Apito Promocional', que fora parceira em algumas rodadas do Brasileirão.

A disputa do Mundial do Clubes, em dezembro, no Japão, ajudou o clube a conseguir o alto valor no novo contrato. 'Por conta da nossa estratégia de internacionalização da marca, o fato de o clube representar o Brasil no Mundial foi um fator que pesou', explicou José Henrique Marques da Cruz, vice-presidente de distribuição, atendimento e negócios da Caixa.

O contrato com a Caixa pode render ainda mais frutos

O acordo com a Caixa pode render, de acordo com o vice Luis Paulo Rosenberg, até R$ 10 milhões a mais ao cofre do clube em um prazo de dois anos. Isso porque existe a possibilidade da implementação de acordos em ações que envolvem a torcida do clube. A caixa prevê criar um cartão de crédito em parceira com o clube, com a intenção de ser o único meio uitilizado para a comercialização de vendas de ingressos pelo plano Fiel Torcedor.

'Vamos marcar uma reunião mais detalhada para a próxima semana. A venda de ingressos pode estar nessa pauta. Temos também interesse na internacionalização da marca. A ida do clube para o Mundial com certeza pesou nessa decisão', confirmou José Henrique Marques da Cruz.

Por fim, o presidente Mário Gobbi pôs fim a qualquer especulação que o Corinthians contou com a ajuda de parceria para conseguir o contrato com a Caixa. 'Essa parceria não tem pai e nem mãe! Quem conseguiu foi o Corinthians! Não tem varinha mágica! O Corinthians trouxe o parceiro pela força do Corinthians! Que isso fique claro aqui!', disse Rosenberg.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes