Corinthians criará lojas oficiais de camisas no Japão

Corinthians criará lojas oficiais de camisas no Japão

O Corinthians, em parceira com a empresa fornecedora de materiais do clube, criará lojas oficias temporárias no Japão, durante a sua estadia no Japão, em dezembro. A ideia é para arrecadar ainda mais recursos com a disputa do Mundial de Clubes.

Além de arrecadar dinheiro, outra intenção é internacionalizar a marca do clube e alavancar eventuais projetos futuros de marketing em outros países.

'A vitrine do Japão, durante o Mundial, será o meio para internacionalizarmos ainda mais a marca Corinthians', disse o vice presidente Luis Paulo Rosenberg.

'Criaremos uma loja temporária, onde estaremos no primeiro jogo em Nagoia (O Corinthians faz sua estreia na pequena cidade de Toyota, próxima a Nagoia), ou nas cercanias. Depois, quando formos para Yokohama (local da final do torneio), criaremos lá outras lojas. E em Tóquio, onde é a referência econômica do país, também temos a ideia de criar lojas por lá', explicou o gerente de marketing, Ivan Marques.

Além das lojas no Japão, a fornecedora de materiais do Corinthians já programou o aumento do envio de camisas alvinegras para países europeus, sobretudo para a Inglaterra pela possibilidade de conquistar torcedores rivais do Chelsea - eventual adversário corintiano na final do Mundial.
 

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians na capital paulista é do tamanho das três rivais juntas

    Nova pesquisa aponta tamanho da Fiel igual à soma das três torcidas rivais

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o Brusque nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil

    Corinthians inicia semana com decisão pela Copa do Brasil e outro clássico na Arena

    ver detalhes
  • Jadson deve fazer sua reestreia contra o Brusque, em Santa Catarina

    Reestreia de Jadson em Santa Catarina deve ser confirmada nesta segunda-feira

    ver detalhes
  • Cássio falou do bom momento do Corinthians neste início do ano

    Goleiro do Corinthians destaca dedicação, comprometimento e respeito ao comando

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes