Aporte do Corinthians exclui variável esportiva

Aporte do Corinthians exclui variável esportiva

Independentemente dos resultados que obtiver em campo até o fim do próximo ano, o Corinthians já sabe quando vai amealhar por seu novo contrato de patrocínio. Ao contrário do que é praxe no segmento, o negócio com a Caixa Econômica Federal não contempla premiações por desempenho.

A instituição financeira foi apresentada nesta terça-feira como nova patrocinadora máster do Corinthians. O contrato tem duração inicial até o fim de 2013, e a Caixa desembolsará R$ 31 milhões por esse período.

O que pode mudar o valor recebido pelo Corinthians é a criação de novos produtos e serviços. Clube e Caixa pensam em desenvolver ações em conjunto, e a receita advinda dessas iniciativas seria dividida entre ambos.

“O contrato não tem variáveis, mas podemos desenvolver novas receitas. Se isso acontecer, evidentemente, o Corinthians ficará com uma participação”, disse Ivan Marques, diretor de marketing da equipe paulista.

O modelo é diferente do contrato com a Hypermarcas, última ocupante fixa da cota máster alvinegra. A antecessora da Caixa estipulava variáveis por desempenho, e inicialmente chegou a destinar parte do aporte ao pagamento dos salários do ex-atacante Ronaldo.

Fonte: Maquina do Esporte

Veja Mais:

  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Recuperado de lesão, Balbuena foi relacionado para o Majestoso

    Com retornos confirmados, Corinthians relaciona 21 jogadores para Majestoso

    ver detalhes
  • Gabriel não escondeu seu lado corinthiano em entrevista

    Gabriel diz torcer pelo Corinthians desde criança e explica sensação de ter jogado pelo Palmeiras

    ver detalhes
  • Marquinhos abre o coração, comemora volta à Arena e dá palpite sobre Majestoso

    Marquinhos abre o coração, comemora volta à Arena e dá palpite sobre Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes