BBC elege Senna como maior piloto de todos os tempos

BBC elege Senna como maior piloto de todos os tempos

Senna andava com a camisa do Corinthians embaixo do Macacão

Senna andava com a camisa do Corinthians embaixo do Macacão

Desde o começo deste ano, o site da emissora britânica BBC tem listado os 20 maiores pilotos de Fórmula 1 de todos os tempos. A série começou em março, com Jochen Rindt, e teve os brasileiros Nelson Piquet e Emerson Fittipaldi em 16º e 17º, respectivamente. O especial chegou a fim nesta terça-feira, com o número 1: Ayrton Senna.

O brasileiro tricampeão superou Juan Manuel Fangio, segundo colocado da lista, e Jim Clark, terceiro. Michael Schumacher ficou em quarto, e Alain Prost em quinto. Coube ao redator-chefe de Fórmula 1 da BBC, Andrew Benson, traçar um perfil de Ayrton Senna e justificar a sua escolha como o maior de todos os tempos, sem esquecer de citar os mistérios da personalidade do piloto e a sua intrigante coragem de buscar sempre o limite.

“A grandeza do homem e sua pilotagem brilhante são fáceis de serem lembradas, mas a ocasional obscuridade de seu psicológico, talvez não”, escreve Benson, que descreveu Senna como um “semideus” no Brasil, além de um piloto admirado em todo o mundo pelo seu carisma e romantismo.
“Senna era uma força da natureza, uma poderosa combinação de espetacular talento bruto com uma determinação assustadora. Mas, com toda essa determinação, e com seu próprio conhecimento de o quanto talentoso ele era, veio um senso de justiça menos atraente que o levava a colocar sua própria vida – e a dos seus oponentes – sob risco”, criticou o texto da BBC.

O perfil enumera as principais passagens da carreira do piloto, como quando venceu no Brasil apenas com a sexta marcha. “Provavelmente, nenhum piloto na história da Fórmula 1 se dedicou tanto ao esporte”, diz o texto.

A rivalidade com Alain Prost também ganha destaque, bem como a batida proposital no Japão que deu o título de 1990 ao brasileiro, um ano depois de ter sido prejudicado por uma decisão do presidente da FIA, Jean-Marie Ballestre, que favoreceu o francês.

“Ele tinha a boa aparência de um herói romântico, um carisma que poderia aquietar qualquer recinto, a eloquência de um poeta e a espiritualidade com a qual milhões puderam se identificar. Seus olhos escuros eram janelas de uma alma complexa e volátil”, resumiu o artigo.

Para ilustrar a personalidade obscura de Senna, o perfil lembra uma frase de Prost criticando o piloto brasileiro por seu estilo agressivo de pilotagem: “Ayrton tem um pequeno problema. Ele acha que não pode morrer, porque acredita em Deus, o que é muito perigoso”.

Por sua vez, Senna deixou frases filosóficas, e uma delas é citada pelo texto: “Ao mesmo tempo em que você é visto como o melhor, o mais rápido e alguém que não pode ser alcançado, você é enormemente frágil. Porque, em uma fração de segundo, está acabado”.

Por fim, Andrew Benson encerra explicando por que Senna elevou o esporte a um novo patamar: “Ele pregou a moralidade, mas estava preparado para abandoná-la pela sua ambição e seu próprio senso de justiça. Ele falou eloquentemente sobre sua própria mortalidade, mas testou seus limites quase sempre no carro. Tudo isso, aliado ao seu humanismo, caráter e inteligência, deu a ele e ao esporte o apelo de milhões”.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes