Vitória contra o Corinthians eleva moral de Casemiro e faz Ney Franco rever situação

Vitória contra o Corinthians eleva moral de Casemiro e faz Ney Franco rever situação

Vitória contra o Corinthians eleva moral de Casemiro e faz Ney Franco rever situação

Vitória contra o Corinthians eleva moral de Casemiro e faz Ney Franco rever situação

Bruno Thadeu e João Henrique Marques
Do UOL, em São Paulo

O São Paulo trata Casemiro como trunfo no mercado em busca de trocas por outros jogadores. No entanto, a empolgante atuação na vitória dos reservas do time por 3 a 1 contra o arquirrival, Corinthians, domingo, no Pacaembu, pela última rodada do Brasileiro, faz o clube rever a situação do volante, e trabalhar com a possibilidade de permanência.

O desejo de negociar Casemiro ainda existe, mas a palavra de Ney Franco será considerada. O treinador já reclamou da falta de empenho do volante nos treinamentos aos dirigentes, mas a  com a boa atuação diante do Corinthians, admitiu que pode rever a situação.

'O Casemiro está no grupo, e pode até ser usado nesses dois jogos finais (Sul-Americana). Ele está crescendo, é algo que precisa ser considerado. Tudo que aconteceu contra o Corinthians é o que eu esperava desse jogador. Vamos analisar todas as situações?, disse Ney Franco.

Com contrato até 2016, Casemiro é visto pela diretoria do São Paulo como 'moeda de troca?, e já teve o nome envolvido nas negociações com o Cruzeiro para a contratação de Montillo.

'Não estou sabendo de nada, não sei dizer se fico, ou não. Só o que peço aqui é tranquilidade para poder trabalhar?, destacou o jogador.

'O Casemiro passou por um momento de acomodação muito grande no clube. Acomodou muito, não treinava bem durante a semana, e isso foi falado a ele. Agora, aos poucos, o desempenho técnico está crescendo?, comentou Ney Franco.

O jogador revelado nas categorias de base do clube desabafou após deixar o campo no Pacaembu, e chorou ao comentar sobre situações que o deixam chateados.

'Não sou mascarado, e fico muito irritado quando me chamam assim. As pessoas me confundem, pois não convivem comigo. Não sou uma pessoa ruim?, disse Casemiro não contendo às lágrimas.

'Aqui dentro do São Paulo eu conheço pessoas que me ajudam. Eu tenho o Juvenal (Juvêncio, presidente do clube) como um pai para mim. Vocês não têm ideia das palavras que ele me passa. É um cara que me liga, me dá confiança?, complementou.

Foto: VIPCOMM

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Dupla Jô-Rodriguinho já não se mostra mais tão efetiva quanto em outros tempos

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Clayson falou com a imprensa brevemente: 'Não foi nada demais'

    Atacante do Corinthians é conduzido por policiais a prestar esclarecimentos no Rio

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille perdeu do Botafogo na noite dessa quarta-feira

    Torcida 'perdoa' cinco jogadores e dá pior nota a Carille após derrota do Corinthians no Rio

    ver detalhes
  • Acorda, presidente!

    [Walter Falceta] Acorda, presidente!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes