Já no Japão, Tite esperar contar com Guerrero no jogo de estreia

Já no Japão, Tite esperar contar com Guerrero no jogo de estreia

O torcedor do Corinthians sabe de cabeça o time titular que buscará o título do Mundial de Clubes no Japão, a partir do dia 12. Mas os 11 atletas escolhidos pelo técnico Tite jamais atuaram juntos.
A equipe corintiana, que treinou ontem em Dubai e seguiu para o Japão nas primeiras horas de hoje, aguarda pela recuperação de Guerrero para, finalmente, disputar uma partida com todos os 11 em campo.

O centroavante treinou separadamente do grupo, que fez um trabalho leve, com titulares e reservas misturados.

Guerrero correu em volta do campo do CT do Al Nasr, com cerca de 50 torcedores corintianos na plateia, e deu até pequenos toques na bola.
Mais cedo, no passeio da delegação pelo shopping, ele disse estar confiante. "Não sinto mais dores", afirmou.

O problema é justamente o setor ofensivo. A zaga titular, formada por Alessandro, Chicão, Paulo André, Fábio Santos, Ralf e Paulinho, entrou em campo 11 vezes no Brasileiro e sofreu só oito gols.
Tite chegou perto de ver os 11 em campo na vitória sobre o Vasco, pelo Nacional. Dez deles jogaram: Romarinho formou a dupla com Emerson, em vez de Guerrero.

Embora esteja farto de treinar os 11 juntos, com esquema tático e ações específicas bem definidas, Tite jamais conseguiu escalar todos.

Os quatro jogadores de frente, Douglas, Danilo, Emerson e Guerrero, atuaram juntos só uma vez, contra o São Paulo, no domingo.

Na derrota por 3 a 1, Tite quase conseguiu: escalou seu ataque ideal, mas perdeu Paulo André, poupado por causa de dores e substituído pelo zagueiro Wallace. Na mesma partida, o treinador perdeu Guerrero.

A derrota no clássico, aliás, continua repercutindo no Oriente. "Está doendo um pouquinho ainda", declarou o zagueiro Chicão. "Serve de lição para a gente chegar ao primeiro jogo e não errar mais. Ficamos um pouco mais espertos, para não acharmos que vamos ganhar quando quisermos", falou o zagueiro.

Alessandro, o capitão do time no Mundial, vai além. "É complicado dizer que perder é importante, mas a gente vivia um momento em que achava que as coisas estavam tão certas, tão prontas, mas talvez não estivessem", disse. "A derrota faz a gente rever algumas coisas e corrigir outras, justamente em um momento tão importante", completou.

O Corinthians estreia no Mundial no dia 12, em Toyota. O time faz o primeiro treino no Japão na sexta-feira.

Fonte: Ilustrado

Veja Mais:

  • Felipe, Malcom e Gil foram vendidos pelo Corinthians em 2016

    Venda de atletas e luvas da TV fazem Corinthians ter maior arrecadação da história em 2016

    ver detalhes
  • Diga xis! Confira o novo álbum 3x4 do elenco do Corinthians

    Diga xis! Confira o novo álbum 3x4 do elenco do Corinthians

    ver detalhes
  • Danilo treinou com bola no campo; meia é preparado para o Brasileirão

    Danilo trabalha com bola e fica perto da volta; veja o que rolou no dia do Corinthians

    ver detalhes
  • Pablo, em ação contra o Botafogo-SP na Arena

    Pablo pede lisura em julgamento de Fagner: 'Outros merecem também'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes