No "Papo Reto", Marcelinho detona Luxemburgo e diz que religião o tirou de Copa do Mundo

No "Papo Reto", Marcelinho detona Luxemburgo e diz que religião o tirou de Copa do Mundo

No "Papo Reto", Marcelinho detona Luxemburgo e diz que religião o tirou de Copa do Mundo

No "Papo Reto", Marcelinho detona Luxemburgo e diz que religião o tirou de Copa do Mundo

Um dos maiores ídolos do Corinthians, Marcelinho Carioca abriu o coração em entrevista no Papo Reto, apresentado por Neto, nesta quinta-feira. Durante o papo de quase uma hora, o 'Pé de Anjo', como ficou conhecido, fez revelações inéditas, detonou o desafeto Vanderlei Luxemburgo e diz acreditar que o fato de ser envolvido com a religião atrapalhou sua trajetória na seleção brasileira.

'(Fui injustiçado) nas Copas de 94, 98 e 2002. (...) Eu deixei muita gente confusa, pois as pessoas achavam que ou eu era maluco, ou marqueteiro, ou falso. Eu falava de evangelho, de religião, colocava faixinha na cabeça, e em campo meu comportamento era diferente. Mas fora ninguém tem uma p.... para falar de mim. Como pai, como filho, etc', desabafou o ex-jogador, hoje com 40 anos.

Outro fator apontado por ele para ter saído da seleção que posteriormente iria à Copa de 2002 foi a péssima relação que tinha com Vanderlei Luxemburgo, que o treinou no Corinthians, em 2001, quando entraram em atrito e desde então nunca mais se resolveram. Na época, um problema envolvendo o meia Ricardinho expôs a relação conturbada entre o camisa 7 e o treinador e culminou na saída de Marcelinho do clube.

'O Ricardo não é o que falavam, o 'leva e traz'. Eu falei demais na época. Uma situação que era interna, falei para um cara, que levou para o Nelson Rubens e ele falou na televisão. O Ricardo é sensacional, merece respeito. Ele não fez sacanagem nem trairagem. O Vanderlei fez aquilo. Ele quis denegrir minha imagem, tentou me f... de verde e amarelo', relembrou o ex-meia. 'Aí tirei o Ricardo do foco. Falei que a parada era entre eu e ele (Luxemburgo). Fui pra cima dele, falei que em 1998 eu peguei a mulher que ele queria, cheguei fora do horário no hotel', confessou.

A rixa entre os dois se prolongou por mais alguns anos e, em 2007, eles chegaram a ter um bate-boca público, em um programa de televisão, quando Marcelinho atuava como comentarista da Rede Tv. Luxa o insultou ao vivo e chegou até mesmo a dizer que o ex-camisa 7 havia sido flagrado com mulheres na concentração entre 1998 e 2002, quando trabalharam juntos no Corinthians.

Marcelinho, então, entrou com um processo na justiça contra seu ex-técnico e, em 2009, Luxemburgo foi obrigado em primeira instância a pagar cerca de R$ 75 mil ao jogador. Neste ano, as farpas voltaram, quando o treinador foi demitido do Flamengo, em fevereiro. Pelas redes sociais, o corintiano alfinetou seu desafeto.

'Todos estão errados e o Luxa o único certo. Quando a briga é com 1 só a gente não acredita, com 2 a gente duvida e com vários?', criticou.

O programa 'Papo Reto com Neto' vai ao ar todas as quintas-feiras, às 17h.

SONHO DE PASTOR DEIXOU MEIA 'MUDO' DURANTE FINAL DO BRASILEIRÃO

Marcelinho revelou uma curiosa história de sua passagem pelo Corinthians. Pouco antes da primeira partida da final do Brasileiro de 1999, contra o Atlético-MG, um pastor próximo a ele revelou que tinha sonhado com a expulsão do meia no jogo, e pediu que o jogador ficasse 'mudo' em campo. Marcelinho 'obedeceu' e o time sentiu falta da vibração do camisa 7. No vestiário, Vampeta, líder do grupo, tentou conversar e descobrir o que estava acontecendo. O Pé-De-Anjo revelou apenas no jantar após a partida o sonho que o pastor tinha tido e que o assustou.

EM 95, FALHA, CHORO, CONSOLO DE RONALDO E GOLAÇO CONTRA O PALMEIRAS

No Paulistão de 1995, em um clássico contra o Palmeiras, Marcelinho falhou e, na sequência, viu os rivais abrirem o placar. Na arquibancada, torcedores começaram a xingar seus familiares. A situação abalou o meia. No intervalo, ficou isolado durante alguns minutos no banheiro. Até que o então goleiro Ronaldo o chamou, deu um abraço e falou: 'ele vai decidir hoje'. E Marcelinho, de fato, decidiu. Fez dois gols, sendo um deles um golaço de falta, e garantiu a vitória para o Corinthians, quebrando um incômodo jejum de não conseguir marcar no arquirrival paulista.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes