'Religião de janeiro a janeiro', Corinthians comprova fidelidade de torcedores fora do país

'Religião de janeiro a janeiro', Corinthians comprova fidelidade de torcedores fora do país

1.9 mil visualizações 11 comentários Comunicar erro

De Nagoya, Japão
Fotos e texto: @fabiolucasneves




Toquinho canta que 'o Corinthians é religião de janeiro a janeiro'. Há quem leve a frase ao pé de letra. Demonstrações explícitas de fé são uma marca registrada da Fiel. Tanto em Dubai, na primeira etapa da preparação para o Mundial...



Quanto no Japão, os torcedores fizeram questão de mostrar que o compositor da música 'Corinthians do meu coração' acertou ao fazer a analogia.



A idolatria ao clube mais popular de São Paulo levou mais de setecentas pessoas ao treino realizado em Kiraya, nos arredores de Nagoya. A maioria esmagadora era formada por residentes no país asiático, que mantêm os 'rituais de adoração' ao clube apesar da distância do Brasil.


Os seguidores do Alvinegro no outro lado do mundo sabem de cor as músicas entoadas nas arquibancadas do Pacaembu, como se fossem hinos de devoção. Espalhados pelo Japão, os mais fanáticos costumam viajar de madrugada para verem juntos os jogos da equipe ao vivo pela TV.


Loucos pelo Timão, os torcedores não permitem que os filhos sigam outra 'religião'.



O processo de 'doutrinação' é iniciado desde muito cedo. Esses brasileiros que tentam ganhar a vida em solo nipônico garantem que levaram na bagagem a esperança por um futuro melhor e o amor pelo time do coração.



Por instantes, a imprensa japonesa deixou de lado a atividade comandada por Tite para registrar a festa nas arquibancadas do Wave Stadium.



Ao repórter Marcelo Rozenberg, do BandSports, esse jornalista afirmou que foi ao treino para analisar o time, e ficou encantado mesmo com a torcida.


Durante mais de uma hora, o treino teve a trilha sonora de um jogo oficial, com batuque e muita cantoria.


Todos os atletas agradeceram o apoio que veio das arquibancadas. 'Foi impressionante', resumiu Paulo André.



Tite foi além, e passou longos minutos assinando as camisas que eram arremessadas na direção dele. O próprio treinador fazia questão de devolvê-las.



Uma peça encobriu a cabeça do técnico, que gargalhou com a situação.



Um dos motivos para tanto bom-humor foi a recuperação do atacante Guerrero, confirmado para a estreia do Timão no dia 12.



O peruano é religioso e tatuou uma cruz no braço esquerdo. Pelo visto, o peruano encontrou o time certo para jogar.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Rodriguinho comemora golaço na Arena Corinthians

    Com golaço e até 'nó tático', Corinthians detona Palmeiras e vence primeiro Dérbi de 2018

    ver detalhes
  • Abraçado pelo elenco na foto, Rodriguinho também ganhou carinho da Fiel no Notas da Torcida

    Rodriguinho brilha em campo e Carille fora: Fiel elege craques do Corinthians no Dérbi

    ver detalhes
  • Fábio Carille estreou novo esquema tático na vitória do Corinthians sobre o Palmeiras

    Carille admite 'passinho pra trás', festeja novo esquema, mas cogita mudança na estreia da Liberta

    ver detalhes
  • Lance que originou a expulsão de Jaílson deixou um corte na perna do volante do Corinthians

    'Tá aí a prova': Sangrando, Renê Júnior mostra corte que resultou em pênalti e expulsão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes