Força da Fiel Torcida impressiona a Fifa no Mundial de Clubes no Japão

Força da Fiel Torcida impressiona a Fifa no Mundial de Clubes no Japão

Mundial: Força da Fiel impressiona a Fifa no Japão

Mundial: Força da Fiel impressiona a Fifa no Japão

Faz frio e mesmo assim a arquibancada do CT de Kariya, onde o Corinthians treina, ferve. Funcionários da Fifa que trabalham na organização do Mundial de Clubes, todos usando coletes amarelos, fixam os olhos nos torcedores, com suas faixas, bandeiras e batuques.


A 'invasão' corintiana ao Japão ainda não atingiu o ápice, mas a Fifa já está alarmada com a Fiel. 'Eles estão chocados', disse o gerente de futebol Edu Gaspar, representante do clube em reuniões com a entidade.

A passagem do Corinthians pelo país asiático está sendo marcada por uma série de quebras de protocolo, como, por exemplo, abrir treinos oficiais da competição à torcida. 'Isso não é normal', comentou Edu.

Segundo ele, o Corinthians só permitiu a entrada de torcedores no treino deseta sábado depois de negociar com a Fifa. Abrir um treinamento ao público exige presença maior de seguranças e integrantes da organização.

Cerca de 700 torcedores assistiram ao treino sábado pela manhã. A maioria deles vive no Japão e está acompanhando o time desde sua chegada, na quinta-feira. Esse número vai aumentar consideravelmente à medida em que os torcedores que moram no Brasil desembarquem no país. Um outro treino deverá ser aberto ao público - não em Kariya, mas na cidade de Yokohama, para onde o time vai após a estreia, dia 12.

Se por um lado a Fifa está até certo ponto preocupada com a segurança e com os incidentes que a presença maciça de torcedores no país asiático pode causar, por outro a entidade está entusiasmada com a repercussão que a 'invasão' corintiana tem na imprensa japonesa.

Elogios da Fifa
Em uma reunião com Edu Gaspar, na última sexta-feira, dirigentes da Fifa parabenizaram o Corinthians pela mobilização de torcedores desde a saída da delegação do Brasil, na segunda-feira - 15 mil corintianos foram ao Aeroporto de Guarulhos. A Fifa fez questão de ressaltar isso publicamente antes da primeira coletiva oficial do técnico Tite no Japão, na presença da imprensa mundial.

Após a Libertadores, a entidade ficou surpresa com a quantidade de e-mails que recebeu solicitando informações sobre a compra de ingressos. Só no Brasil foram dez mil bilhetes vendidos - são esperados 20 mil corintianos por jogo.

A Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do clube, está presente no Japão e tem seis mil associados em sua subsede. A maioria deles vai assistir aos dois jogos do time.

'Estamos todos muito alegres e faremos de tudo para dar o título aos torcedores', falou Edu. 'Nossa entrega será total.'

Guerrero, atacante peruano, contou que está surpreso com a quantidade de torcedores do Corinthians no Japão. 'Eu já tinha escutado que era a maior torcida do Brasil, mas agora pude ver corintianos em Dubai, aqui no Japão, não imaginava', disse ele. 'Nunca tive uma despedida como aquela (em Guarulhos).'

Até agora não ocorreu nenhum incidente sério, apesar do tumulto na chegada da delegação ao hotel em Nagoya, quando uma porta quase foi arrombada. A presença de torcedores no hotel é constante, mas os jogadores têm tido certa liberdade para circular pelo local.

O treino com a presença da torcida no CT de Kariya transcorreu sem problemas. Os jogadores, como forma de retribuição, foram para perto dos torcedores. Guerrero e o técnico Tite autografaram camisas.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes
  • Marlone foi o destaque do treino desta quinta-feira

    Marlone marca, Caíque ganha chance e Oswaldo volta a ensaiar escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • Alessandro é homem de confiança do presidente corinthiano

    Diretor de futebol refuta saída de Alessandro do Corinthians: 'Picuinha'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes