Uma vitória preocupante do Corinthians

Uma vitória preocupante do Corinthians

Uma vitória preocupante do Corinthians. Por @fabiolucasneves

Uma vitória preocupante do Corinthians. Por @fabiolucasneves

De Toyota, Japão
Por @fabiolucasneves


A vantagem de 1 a 0 do Corinthians, construída no primeiro tempo, provocou um recuo excessivo no segundo. O Al Ahly, apesar da ingenuidade de alguns atletas e a falta de profundidade da equipe, ensaiou colocar o time brasileiro na roda. E poderia muito bem ter empatado.

Burocrático, o Alvinegro parecia com medo de ousar. Até Emerson Sheik, um mestre do improviso, foi previsível. O gol típico de centroavante de Guerrero, depois do cruzamento de Douglas, representou o único momento de satisfação para a Fiel ao longo do jogo, além do som do apito final do árbitro mexicano.

Durante os cinco minutos de acréscimos, os pedidos da torcida para o juiz encerrar a partida foram insistentes. Os milhares e milhares (não me perguntem quantos) de alvinegros, que fizeram uma festa histórica em Toyota, vibraram com a vitória, mas deixaram o estádio preocupados com o desempenho dos comandados de Tite.

O poder de decisão de Guerrero foi um triunfo pessoal do técnico gaúcho, que bancou a escalação do centroavante peruano em detrimento de um ataque mais leve com Romarinho, Jorge Henrique ou Martínez. Por outro lado, o treinador abusou da antiga mania de especular um contra-ataque em vez de pressionar os egípcios.

A velha e eficiente marcação na saída de bola do adversário foi abandonada pelo Corinthians na etapa final. O longo período sem disputar uma partida 'prá valer' talvez tenha pesado. Assim como a tensão da estreia, uma desculpa manjada para performances fracas em debuts, mas verdadeira.

Agora, o clube paulista aguarda o vencedor de Chelsea e Monterrey, que se enfrentam amanhã. Nesse momento, os fiéis têm duas certezas. A primeira: independentemente do adversário na decisão, as dificuldades impostas pelo rival serão (muito) maiores. E a segunda: o Timão precisa 'quebrar o gelo', apesar do frio japonês.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Jô passou em branco nesta noite de quarta, diante do Grêmio

    Corinthians não cria, apenas empata com Grêmio na Arena, mas mantém vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Corinthians de Romero corre risco de ver Santos se aproximar

    Corinthians mantém diferença, mas tem de secar rival nesta quinta; veja classificação atualizada

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi eleito o pior em campo

    Carille e dupla de meias são eleitos vilões de tropeço do Corinthians contra Grêmio

    ver detalhes
  • Kazim discutiu com torcedor do Corinthians durante aquecimento

    Kazim discute com torcedor na Arena Corinthians durante duelo contra Grêmio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes