Pelaipe marca reunião com Dorival, mas troca na comissão afasta técnico do Fla

Pelaipe marca reunião com Dorival, mas troca na comissão afasta técnico do Fla

Pelaipe marca reunião com Dorival, mas troca na comissão afasta técnico do Fla

Pelaipe marca reunião com Dorival, mas troca na comissão afasta técnico do Fla

A confiança da nova diretoria do Flamengo na permanência do técnico Dorival Júnior e do gerente de futebol Zinho é grande e o tom é de otimismo. Nem tão confiante, porém, estão os próprios profissionais do futebol rubro-negro. As mudanças em curso na comissão técnica do time da Gávea e o reajuste de salário do dirigente são complicadores que podem acabar afastando a dupla da equipe carioca em 2013.

Com a chegada do diretor executivo Paulo Pelaipe, a ideia da nova diretoria é de criar uma comissão técnica permanente. A maioria das função já possui profissionais empregados pelo próprio clube, mas um novo preparador físico deve ser contratado. Apesar de não implicar automaticamente na saída de Celso de Rezende, homem de confiança e preparador de Dorival, ele teria a função esvaziada no Flamengo caso continuasse. O salário também sofreria reajuste.

O caso de Zinho é similar. Na última sexta-feira, o gerente de futebol, que tem contrato apenas até o final deste ano, recebeu uma proposta para continuar. Mas além de ter uma função mais próxima do vestiário e distante das decisões, o ex-jogador também teria que aceitar uma redução de quase 50% nos seus vencimentos.

'Em relação ao Zinho, já foi feito o convite. Fizemos uma proposta de contrato e eu conto com ele no planejamento, é um grande profissional. O Dorival Júnior tem contrato e tenho até uma conversa com ele na terça-feira, quando ele chega de viagem, para falar sobre reforços e planejamento. Queremos a permanência dos dois?, disse Pelaipe ao UOL Esporte.

O diretor não confirma a saída de Celso de Rezende e diz apenas que o time da Gávea terá uma comissão técnica independente da chegada ou saída de treinadores.

'Não tem saída de preparador físico. Nós apenas estamos preparando uma comissão técnica do Flamengo, permanente. A maioria dos profissionais já trabalha lá inclusive?, completou o diretor executivo do clube carioca.

Como o contrato de Dorival vence apenas no final de 2013, se o Flamengo decidir demiti-lo, terá que desembolsar algo próximo de R$ 2,7 milhões. Do contrário, se o treinador não quiser continuar comandando o clube, uma rescisão amigável deve encerrar o vínculo entre as partes com uma indenização bem menor.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes