Excursão vitoriosa do Corinthians teve terremoto, veto a verde e 'invasão alvinegra'

Excursão vitoriosa do Corinthians teve terremoto, veto a verde e 'invasão alvinegra'

Excursão vitoriosa do Corinthians teve terremoto, veto a verde e 'invasão alvinegra'

Excursão vitoriosa do Corinthians teve terremoto, veto a verde e 'invasão alvinegra'

Por Bruno Thadeu

O Corinthians encerrou de forma triunfante neste domingo uma excursão que teve início em 4 de dezembro, com milhares de torcedores no aeroporto de Guarulhos. Nestas duas semanas, o elenco alvinegro encarou o Al Ahly, Chelsea, e também se deparou com terremoto e enorme susto durante voo em Dubai.

Enquanto faziam compras em um shopping em Nagoya, a cidade sofreu tremor de terra ocasionado por um abalo ocorrido a mais de 500 km de distância (7,2 pontos na escala Ritcher).

'Teve terremoto? Cara, eu estava comprando umas coisas e nem percebi. Foi forte??, disse Emerson, misturando resposta com pergunta.

Dias antes, em Dubai, outro susto. A porta do avião que levava o elenco para o Japão se abriu. Foi uma pequena abertura, mas suficiente para Paulo André e Chicão trocarem de assentos.

'Eu que não tenho medo de avião fiquei branco. Não foi leve não. Mas não é por causa disso que eu vou passar a ter medo?, disse o lateral Fábio Santos.

O verde, cor do rival Palmeiras, entrou no caminho do Corinthians na preparação corintiana no Japão. Logo no primeiro treino no país, o clube alvinegro foi informado de que teria de usar selo verde na manga do uniforme. Não teve jeito de convencer a Fifa.

Para a final, o Corinthians conseguiu acordo com Fifa e Chelsea para que o jaleco verde dos reservas fosse trocado por roxo.

A rotina de treinos, hoteis e jogos foi acompanhada por legião de torcedores. A Fifa estampou em seu site uma nota falando da 'invasão alvinegra? no Japão. Na decisão do título, houve 68 mil espectadores, sendo pelo menos 80% torcedores do Corinthians.

'A gente esperava que o Corinthians fosse ter torcida grande, mas não imaginamos que seria dessa forma. O título foi justo para eles?, admitiu o volante do time inglês, Ramires.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Kazim não deve permanecer no Corinthians em 2018

    Corinthians quer definir destino de Kazim nos próximos dias; chegada de Dutra deve atrapalhar turco

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos pode ser emprestado para outro clube em 2018

    Com chegada de reforço, Corinthians estuda empréstimo de Fellipe Bastos

    ver detalhes
  • Minds Idiomas segue na manga da camisa corinthiana em 2018

    Com até bolsa de estudos a jogadores, Corinthians renova com patrocinador para manga da camisa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes