Herói do Corinthians no Mundial, Guerrero superou lesões e ‘nervosismo'

Herói do Corinthians no Mundial, Guerrero superou lesões e ‘nervosismo'

Ele foi o herói do Mundial. Superou lesão no joelho, marcou os dois gols do Corinthians na competição e fez jus ao sobrenome. O peruano Guerrero foi oportunista, teve calma na hora da decisão e garantiu o Bicampeonato Mundial do alvinegro paulista. E, de quebra, o jogador ainda surpreendeu as torcedoras com seu charme.

Mas nem sempre foi assim. Em sua passagem pelo Hamburgo da Alemanha, o peruano viveu momentos conturbados. No ano passado, em jogo do Campeonato Alemão, Guerrero foi expulso e, nervoso, jogou uma garrafa em um torcedor que o xingava. Pela atitude, o atacante recebeu suspensão de oito jogos.
Ao chegar no Corinthians, porém, Guerrero garantiu que aprendera com os erros e não os repetiria no Brasil. E não o fez. Em 17 jogos pelo clube paulista, o atacante marcou nove gols e não se envolveu em nenhuma polêmica.

‘Sou temperamental, nervoso, pois não gosto de perder. Sempre que entro em campo é para ganhar. Se estou aqui no Corinthians é para isso. Quero ganhar, fazer gols. Isso faz parte do futebol. São coisas que acontecem por conta do calor da partida. Mas vou crescendo, aprendendo. Agora estou mais maduro e tranquilo’, afirmou em sua apresentação no clube paulista, em agosto.

O que Guerrero não pôde evitar que se repetisse, porém, foram as lesões. Em sua primeira temporada pelo Hamburgo, em 2006, o peruano sofreu uma lesão que o deixou fora dos gramados por seis meses. No Corinthians, acabou vivendo o mesmo drama a poucos dias do Mundial. O atacante saiu de campo mancando após derrota para o São Paulo por 3 a 1 pelo Brasileiro, no dia 2 de dezembro. A lesão era grave: estiramento no ligamento colateral medial do joelho direito.

Mesmo assim, o jogador não permitiu que a contusão o impedisse de ir ao Mundial. Empenhado no tratamento com o fisioterapeuta Bruno Mazziotti, o mesmo que cuidou da lesão de Ronaldo, Guerrero chegou a realizar sessões de fisioterapia durante o voo para o Japão, além de infiltrações de corticóide e analgésico.

Tanto esforço valeu a pena. O jogador conseguiu se recuperar para os jogos do Mundial, marcou os dois gols e garantiu a festa corintiana. Mesmo com gelo no joelho após a partida, Guerrero não se abalou. O belo sorriso estampou seu rosto durante toda a festa no Japão e impressionou as torcedoras de plantão. Antes sem muita atenção, o atacante mostrou que tem charme ao virar protagonista do Mundial. O largo sorriso e as covinhas contrastam com o rosto largo e o diferente corte de cabelo e dão ao jogador um estilo único.

É uma pena que ele não tenha vindo ao Brasil para a comemoração com a torcida. Guerrero aproveitou escala na Alemanha no voo de volta para ficar por lá e resolver problemas pessoais da época em que jogava no país.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Jogadores do Corinthians durante chegada ao avião no Aeroporto de Guarulhos

    Corinthians embarca rumo a Buenos Aires com direito a 'estratégia à la Ronaldo Fenômeno'

    ver detalhes
  • Romero não marca há exatos 100 dias pelo Corinthians

    Idolatrado pela Fiel na Arena Corinthians, Romero completa exatos 100 dias sem gol

    ver detalhes
  • Jô marcou o único gol da vitória do Timão sobre o Vasco

    Falar a verdade ou assegurar vitória do Corinthians? Fiel vota no que faria se bola pegasse no braço

    ver detalhes
  • Antes de bater Vasco, Timão não vencia há dois jogos pelo Brasileirão

    Vantagem do Corinthians na liderança do Brasileirão volta a ser de dez pontos; confira a tabela

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes