Corinthians e Santos na briga para trazer Nenê

Corinthians e Santos na briga para trazer Nenê

Nenê está desesperado para voltar ao futebol brasileiro e pode ser o mais novo campo de batalha entre Santos e Corinthians. A preferência do meia-atacante do Paris Saint-Germain é voltar para o Peixe, mas o Timão ensaia passos para contar com o reforço.

“Ele está disposto a retornar. Acha que é o momento certo. O Corinthians já havia manifestado disposição antes. Temos de esperar”, afirmou o agente do jogador no Brasil, Gilvan Costa.

No meio deste ano, quando a janela de transferências internacionais estava aberta, o Timão fechou salários com Nenê. Mas a liberação do PSG foi o contratempo que impediu a transação. A força do atleta para voltar ao Brasil pode ser decisiva agora.

“Um dirigente do Santos esteve em Paris há algumas semanas para falar com o Nenê e o Paris Saint-Germain. Mas ele achou que seria só chegar lá e fechar negócio. As coisas não são assim”, completou o agente.

O que ele quis dizer é que o Peixe achou ser fácil tirar o jogador do clube de graça, sem precisar colocar a mão no bolso. A equipe francesa, pertencente a um fundo de investimento da família real do Catar, não está desesperada para se livrar dos salários. E exige receber alguma coisa. Seja para negociá-lo em definitivo ou por empréstimo.

Entre Corinthians e Santos, quem oferecer mais deve levar.

Fonte: Diário de São Paulo - Blog do Corinthians

Veja Mais:

  • Dupla Jô-Rodriguinho já não se mostra mais tão efetiva quanto em outros tempos

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Clayson falou com a imprensa brevemente: 'Não foi nada demais'

    Atacante do Corinthians é conduzido por policiais a prestar esclarecimentos no Rio

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille perdeu do Botafogo na noite dessa quarta-feira

    Torcida 'perdoa' cinco jogadores e dá pior nota a Carille após derrota do Corinthians no Rio

    ver detalhes
  • Acorda, presidente!

    [Walter Falceta] Acorda, presidente!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes