Andrés: Andrade é favorito para eleições

Andrés: Andrade é favorito para eleições

4.0 mil visualizações 21 comentários Comunicar erro

Após a conturbada saída da CBF, Andrés Sanchez já se prepara para fazer oposição à atual diretoria da CBF. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o ex-diretor de seleções voltou a falar que saiu porque 'não queria ser a rainha da Inglaterra', já que não sabia da contratação de Felipão, e revelou que ainda deve demorar um pouco para voltar ao futebol. No entanto, ele deu a entender que deve se opor a José Maria Marin e Marco Polo del Nero. As eleições acontecem dias antes da Copa do Mundo de 2014.

“Acho que vai demorar um pouco [para voltar ao futebol]. Vou cuidar da minha vida pessoal. A princípio, em fevereiro agora vou trabalhar com meu irmão. [Sobre a CBF] Tem que esperar para ver o que vai ser feito. Mas é óbvio que vou ter uma participação de um jeito ou de outro. Mas tem que esperar. O tempo vai dizer o que eu vou fazer”, disse.

Entre muitos assuntos, Andrés falou sobre a situação política do Corinthians. Influente no clube até hoje, ele comemorou o fato de o Timão estar com muitas pessoas capacitadas para ser presidente, mas apontou o diretor de futebol Roberto de Andrade como o principal favorito nas próximas eleições, que acontecem em 2015.

“Não tem nenhum nome certo ainda. É lógico que tem várias pessoas com capacidade. Obviamente que o Roberto [de Andrade] tem chance maior porque ele é diretor de futebol. Mas não sei até quando que ele vai ficar, até quando vai querer ficar. O importante é saber que hoje tem vários nomes com capacidade”, afirmou.

Andrés ainda negou que tenha rompido com Mário Gobbi, como vem sendo especulado nos últimos meses. Segundo o ex-mandatário alvinegro e ex-diretor de seleções da CBF, os dois seguem se comunicando sobre assuntos referentes ao Corinthians, mas quem “manda” realmente no clube é o atual presidente.

“Isso, infelizmente, são coisas que plantam. Não tenho problema nenhum, nunca tive. Lógico que discutimos muito. Até quando eu era presidente a gente discutia. Ele é o presidente hoje e tenho que deixar ele tocar. É claro que ele me liga para falar sobre algumas coisas, mas a decisão é totalmente dele”, encerrou.

Fonte: Rádio Bandeirantes

Veja Mais:

  • Timão pode erguer troféu da Liga Ouro já na sexta-feira, na casa do São José

    Corinthians vence batalha com quatro prorrogações e fica a uma vitória do título da Liga Ouro

    ver detalhes
  • Maioria dos titulares de Loss já completou sétimo jogo no BR; Cássio e Fagner, sequer seis

    Doze corinthianos já completaram sete jogos no Brasileirão; veja quem ainda pode se transferir

    ver detalhes
  • Caetano tem 18 anos e estava no Botafogo

    Corinthians acerta contratação de zagueiro indicado por Barroca, técnico do Sub-20

    ver detalhes
  • Léo Jabá tem contrato de cinco temporadas com o FC Akhmat Grozny

    Jabá encaminha transferência à Grécia, e Corinthians pode ganhar mais de R$ 4 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes