Fisioterapeuta do Timão confiante em situação de Pato

Fisioterapeuta do Timão confiante em situação de Pato

Fisioterapeuta do Timão confiante em situação de Pato

Fisioterapeuta do Timão confiante em situação de Pato

Da Redação, com Lancepress

Um dos homens que terão a responsabilidade de fazer com que Alexandre Pato deslanche no Corinthians, o fisioterapeuta Bruno Mazziotti está cheio de confiança em deixar o atacante em plenas condições de jogar em alto nível. Atento ao histórico de lesões que o novo reforço teve nos últimos anos, ainda pelo Milan (ITA), ele não vê a chegada do jogador com uma 'dor de cabeça' para todo departamento médico e físico.

Ainda sem poder fazer diagnósticos, já que não teve contato com o jogador, Mazziotti prefere adotar o discurso de muito trabalho. O profissional está a espera do astro para, aí sim, fazer todas as avaliações possíveis e deixá-lo totalmente apto. A única certeza é que o novo camisa 7 chega sem nenhuma lesão.

'Não é dor de cabeça, não. Todo grande jogador merece uma chance de se reabilitar. Se o Corinthians está trazendo, é porque confia no departamento médico e físico para poder recuperar o jogador. Ele sempre foi privilegiado fisicamente. Por isso, com as informações preliminares que temos, vamos trabalhar com muito afinco para que ele possa retomar seu nível de excelência. O próprio jogador tem consciência disso?, explicou.

Questionado se está preocupado como pode encontrar o centroavante, principalmente após seis anos fora do Brasil, Mazziotti preferiu ressaltar a falta de confiança que as lesões trazem. Ele esteve com Pato em 2007 pela Seleção. Na época o jogador havia acabado de se transferir para o clube de Milão.

'A preocupação sempre existe, porque a medida que as lesões vão se passando, a confiança do jogador vai diminuindo gradativamente. Isso é muito ruim para quem pratica o futebol. Jogador precisa ter plena confiança para desenvolver seu melhor em campo?, afirmou.

Por fim, o fisioterapeuta pediu paciência com Pato. Ele preferiu não estipular nenhum tipo de prazo, mas contou que, pelo fato de estar retornando ao país, o recém-contratado precisará de um tempo de adaptação.

'O jogador que vem de um outro grande centro como Europa ou Ásia, a gente sempre tem um pouco mais de atenção. A metodologia de trabalho lá fora é diferente e o jogador pode estar sentindo isso. Esse cuidado não é só com o Pato, mas também com o Renato Augusto, que tem histórico de lesões. Já buscamos informações do Bayer Leverkusen e temos de ter o mesmo cuidado?, concluiu.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Oswaldo opinou sobre empréstimo de jogadores à Chape

    Oswaldo opina sobre empréstimo de jogadores do Corinthians à Chapecoense

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes