Renato Augusto deve chegar na segunda-feira ao Corinthians para fazer exames

Renato Augusto deve chegar na segunda-feira ao Corinthians para fazer exames

Renato Augusto deve chegar na segunda-feira ao Corinthians para fazer exames

Renato Augusto deve chegar na segunda-feira ao Corinthians para fazer exames

A expectativa do Corinthians é de que o meia Renato Augusto se apresente ao clube na segunda-feira, data que pode sofrer um adiamento dependendo de questões que o jogador tenha a resolver na Alemanha. Acertada, sua contratação ainda não foi anunciada oficialmente porque ele ainda fará exames médicos e assinará contratos como clube de Parque São Jorge.

Ou seja, no caso do meia  que era do Bayer Leverkussen, o clube decidiu esperar a avaliação médica antes de divulgar que ele é corintiano, ao contrário de Alexandre Pato. Aliás, o ex-atacante do Milan deve chegar ao Brasil no meio da semana, como informaram os médicos do clube na sexta-feira.

Assim como Renato Augusto, ele também será submetido a uma bateria de testes, principalmente musculares, para avaliar sua real condição física. Afinal, ambos os atletas têm sofrido com lesões na última temporada.

Não há definição ou detalhes sobre a apresentação dos dois jogadores pelo Corinthians. Isso ainda será definido pelo departamento de marketing, principalmente no caso de Pato.

Foto: UOL

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes
  • Yago volta ao Corinthians na primeira semana de janeiro

    Após empréstimo, zagueiro é reintegrado ao Corinthians; Del'Amore no radar

    ver detalhes
  • Scarpa tem reunião marcada com empresários neste sábado

    Alvo do Corinthians, Scarpa agenda reunião com representantes para decidir futuro

    ver detalhes
  • Promoção da empresa Apito Promocional na camisa durante o Brasileirão 2012

    Corinthians mantém cobrança milionária contra ex-patrocinador; calote chega a cinco anos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes